Brasileiro acredita que o TRT não é justo e vê a proibição da Comissão Atlética de Nevada como decisão acertada

Anderson Silva participou do programa Altas Horas, da Rede Globo
Divulgação/TV Globo
Anderson Silva participou do programa Altas Horas, da Rede Globo

Ex-campeão dos médios do UFC, Anderson Silva ainda se recupera da grave lesão sofrida diante de Chris Weidman e só pensa em voltar ao UFC em 2015 . Porém, mesmo de fora dos octógonos, dá seus palpites. Para Anderson, o desafeto Vitor Belfort venceria o americano e ficaria com o cinturão dos médios. 

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Uma pena o Vitor não poder lutar contra o Weidman, acho que ele venceria", disse o lutador de 38 anos, que participou da gravação do programa Altas Horas, da Rede Globo. O programa vai ao ar neste sábado à noite.

Leia mais: Anderson se diz 9% recuperado e projeta volta ao UFC apenas para 2015

Belfort teria a chance de duelar contra Weidman pelo cinturão dos médios. Mas a proibição do TRT (Tratamento para Reposição de Testosterona) pela Comissão Atlética de Nevada frustrou os planos do brasileiro, que faz uso da terapia e teve de adiar o confronto. Vitor alegou que não teria tempo de fazer sua preparação sem o TRT. Lyoto Machida logo foi anunciado como novo desafiante ao título dos médios. A luta entre Weidman e Lyoto acontece no dia 24 de maio, em Las Vegas.

Vitor Belfort seria o desafiante ao cinturão dos médios, mas proibição do TRT frustrou o brasileiro
Alexandre Loureiro/ Inovafoto
Vitor Belfort seria o desafiante ao cinturão dos médios, mas proibição do TRT frustrou o brasileiro

Anderson Silva nunca utilizou o TRT e se disse contra a terapia. "Não é legal, porque fica a impressão que você está lutando contra um cara dopado. É um questionamento que tem de ser feito para a Comissão Atlética de Nevada, que tinha aprovado e depois baniu o TRT. O Vitor foi prejudicado por isso, mas a proibição é o caminho mais justo. Nosso esporte já é bastante criticado e bomba e droga não combinam com o esporte", disse o brasileiro", ex-detentor do cinturão dos médios. 

Vale lembrar que os dois não têm a melhor das relações. Eles trocaram provocações antes do nocaute aplicado por Anderson, em fevereiro de 2011, e não possuem vínculo de amizade. Na ocasião, Anderson acertou um chutaço no queixo de Belfort, que caiu desnorteado no octógono.

Veja fotos da revanche entre Anderson Silva e Chris Weidman:



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.