Tamanho do texto

"Johnny Hendricks venceu essa luta e ele merece a chance de lutá-la de novo", disse o mandatário do Ultimate, após o UFC 167, realizado em Las Vegas

Confiante, Hendricks comemora seu êxito sobre GSP, porém os juízes deram a vitória para o canadense
AP
Confiante, Hendricks comemora seu êxito sobre GSP, porém os juízes deram a vitória para o canadense

A decisão polêmica dos juízes em dar a vitória para Georges St-Pierre diante de Johny Hendricks no UFC 167, realizado neste sábado, em Las Vegas, deixou Dana White bastante irritado. O presidente do UFC considerou o resultado injusto e disparou uma série de críticas à Comissão Atlética de Nevada, entidade que regulamenta o esporte em Las Vegas e é responsável pelo árbitros e pelos juízes de cadeira.

Comente a polêmica luta entre GSP e Johny Hendricks!

"Johnny Hendricks venceu essa luta e ele merece a chance de lutá-la de novo. Sou promotor de lutas, GSP é o que mais vende pay-per-view. Devia estar comemorando que deram a vitória para ele, mas não estou. Não é assim que as coisas funcionam. Não é justo. Para mim, Georges não venceu essa luta. E ele não vai se aposentar. Ele deve essa revanche ao UFC, a Johny Hendricks e ao MMA. A Comissão Atlética está estregando tudo. Estou ficando com medo de fazer lutas aqui (em Las Vegas). Eles estragaram o boxe e vão fazer o mesmo com o MMA. Como podem se considerar a melhor comissão atlética do mundo?", esbravejou o dirigente, na coletiva de imprensa após o evento.

Leia mais: Hendricks castiga GSP, mas canadense mantém cinturão. Evans detona Sonnen

Veja fotos do UFC 167:


Para Johny Hendricks, sua vitória foi clara. O americano lamentou a decisão dos juízes e se disse campeão dos meio-médios do UFC.

"Foi uma pancada no coração ouvir o resultado ir para Georges. Fiz tudo o que podia fazer. Ele não conseguia fazer o que queria. Bati Georges Saint Pierre. Eu sou o campeão! Venci o melhor do mundo. Sabia que se eu não fosse nocauteado no quinto round venceria a luta. Usei tudo o que tinha. O cinturão não está comigo. A pior coisa é saber que ganhei. O mundo sabe que ganhei. Eu sou o campeão. Dois juízes não deram a luta pra mim. Isso é uma droga agora, mas é o que é. Vou voltar, treinar duro. Bati o melhor do mundo. Olhe para ele e agora olhe para mim. Minhas mãos doem por ter batido tanto nele", disse Johny Hendricks, com o rosto praticamente sem arranhões ou machucados depois do combate.  

Logo após a luta, GSP colocou, ainda dentro do octógono, uma possível aposentadoria em cheque. As declarações do canadense irritaram o mandatário do UFC, que foi taxativo: "Ele não vai se aposentar! Ele deve isso a mim, ao UFC e, principalmente, aos torcedores. Como alguém faz um anúncio desses sem nos consultar ou falar nada? Isso não existe".


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.