Lutador de 37 anos é dono de uma academia nos EUA e admitiu que tem Ayrton Senna como ídolo no esporte

Wanderlei Silva foi entrevistado por Marília Gabriela
Divulgação/SBT
Wanderlei Silva foi entrevistado por Marília Gabriela

Veterano no UFC, Wanderlei Silva é famoso por não poupar palavras em suas declarações. Em entrevista para o programa de Frente com Gabi, do SBT, que será exibido neste domingo, o lutador de 37 anos falou sobre a infância, carreira, negócios, além de eventuais planos na política.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Nascido em Curitiba, Wanderlei Silva relatou a infância difícil. "Aos 13 anos eu era gordinho, feio e pobre. Meu irmão começou a fazer musculação, então eu pensei: O rosto não posso mudar, mas o corpo sim”.

Leia mais: Dana White confirma que Glover será o próximo rival de Jon Jones

Empreendedor, o lutador é dono de uma academia nos EUA. Porém, diz que é a mulher quem cuida do negócio."Minha esposa é quem toca a minha academia. Você entra lá e o lugar tem cheiro de banheiro de mulher", disse o lutador, que possui Ayrton Senna como ídolo no esporte.

Veterano no MMA, Wanderlei Silva admite que pensa em entrar para a política, mas tem receio em sujar seu nome. "Estava pensando em sair candidato, mas usar seu nome só para se eleger e depois não saber o que fazer te torna mais um. É triste, mas ser político no Brasil pode até manchar a sua imagem. Mas estou estudando, não descartei a possibilidade".

Amigo pessoal de Anderson Silva, Wanderlei lamentou a derrota do brasileiro para Chris Weidman, em julho, mas acredita na vitória de Anderson na revanche, que será realizada no dia 28 de dezembro, em Las Vegas. 

"Foi uma derrota muito triste. Está sendo nosso grande expoente. Sou fã do Anderson (Silva). Nessa luta em especial acho que ela passou um pouco do ponto. (sobre a derrota de Anderson para Chris Weidman). Tenho certeza que ele (Anderson Silva) vai ganhar nessa revanche, que vai ser em dezembro, e vai trazer o cinturão de volta para o Brasil".




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.