Lesão altera outra final do TUF e impede inédito duelo Brasil x Argentina no UFC

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

O corte de Santiago Ponzinibbio impediu o primeiro confronto entre Brasil e Argentina no maior campeonato de MMA do mundo

Divulgação/UFC
O argentino Santiago Ponzinibbio sofreu lesão e foi cortado da final do TUF Brasil II

Assim como na primeira decisão do reality show The Ultimate Fighter Brasil, a final da segunda edição do programa foi alterada por causa da lesão de um dos lutadores. Para piorar, o corte de Santiago Ponzinibbio impediu o inédito duelo entre Brasil e Argentina em pleno octógono do UFC. O "hermano" quebrou a mão durante a vitória na semifinal e foi cortado do duelo contra William Patolino, neste sábado, na segunda luta principal do UFC Fortaleza.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Na primeira edição do TUF Brasil, Daniel Sarafian se lesionou durante o período de treinamentos para a final e foi substituído por Serginho Morais, que acabou perdendo a decisão do programa para César Mutante. Neste ano, Léo Santos ficou com a vaga de Santiago Ponzinibbio apesar da derrota para o argentino na semifinal.

Apontado como a principal revelação da segunda temporada do programa por causa da idade, Willian Patolino lamentou a lesão de Santiago. O lutador, de 21 anos. disse que estava empolgado para disputar o primeiro duelo Brasil x Argentina da história do UFC. “Fiquei triste com a notícia da lesão do Santiago. Seria muito importante ter esse duelo entre Brasil e Argentina. O Santiago é um lutador muito duro. Seria uma final interessante”, comentou.

Leia mais: Anderson admite possibilidade de não cumprir contrato com o UFC

Treinador de Santiago Ponzinibbio durante o TUF Brasil II, Rodrigo Minotauro exaltou as qualidades do lutador argentino. De acordo com a lenda do MMA, o argentino protagonizou os melhores combates do programa e tinha tudo para fazer uma grande decisão contra William Patolino.

“O Santiago foi sensacional durante toda a competição. Ele fez três das quatro melhores lutas do programa. O Santiago é um cara que vai para cima. Ele tomou knockdown em duas lutas, mas conseguiu de recuperar e venceu os combates. Ele mostrou muito coração. Não foi bom apenas no quesito técnico. Ele fez história como primeiro argentino que chegou tão longe no mma”, opinou.

Leia tudo sobre: lutasufcTUFSantiago PonzinibbioUFC Fortaleza

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas