UFC chega a cinco países em 50 dias e quebra recorde de nações

Maior torneio de MMA do mundo promove eventos nos Estados Unidos Unidos, Brasil, Canadá, China e Inglaterra pouco mais de um mês e meio

iG São Paulo |

Reprodução
Passada a consolidação no Brasil, UFC procura mercados emergentes

Assim como prometido, o UFC está fazendo o máximo para se tornar um show global. Em 2012, a entidade rompeu uma série de barreiras e agora está prestes a quebrar um recorde próprio. Em um intervalo de 50 dias, entre setembro e novembro, o Ultimate irá promover eventos em cinco países diferentes, uma marca inédita da franquia até agora.

Como você vê o crescimento mundial do UFC? Dê sua opinião com outros leitores

A maratona internacional começou no dia 22 de setembro (com o UFC 152) e irá até o dia 10 de novembro (UFC on Fuel). Neste intervalo, nenhum dos shows acontecerá em países repetidos: Canadá, Inglaterra, Estados Unidos, Brasil e China, que terá seu primeiro evento na cidade de Macau.

Getty Images
Jon Jones (dir.) derrotou Belfort no primeiro evento da série, no Canadá

“Estamos nos preparando para levar mais eventos a locais que têm mercado famintos por MMA, como o Oriente Médio, África, Ásia e Europa. O Canadá está caminhando bem, e o Brasil está borbulhando”, comentou o Diretor de Desenvolvimento Internacional do UFC, Marshall Zelaznik, ao site MMA Fighting.

Veja também:  Ronda Rousey ofusca Anderson Silva no 'Oscar' do MMA

Vale ressaltar que em 2012, o UFC também promoveu suas lutas em países como Suécia e Austrália e Japão, atingindo a marca de oito países diferentes nesta temporada. Além disso, a entidade já acertou a realização do reality show “The Ultimate Fighter” na Índia em 2013.

Confira ainda:  Brasil deverá voltar a receber o UFC em janeiro, diz site

“Nossa atenção está voltada para a formação de novos mercados, continuando com o crescimento econômico, com ideias de montar uma liga de lutas na Ásia e Europa”, completou o dirigente.

Mas apesar de estar com atenção voltada para os mercados estrangeiros, o UFC também planeja manter o crescimento no Brasil. Para isso, estuda a realização de cinco a sete eventos em solo verde-amarelo se encontrar as arenas ou estádios com capacidade para receber o combates.

Leia ainda:  Internautas do iG elegem Bruce Lee como maior lutador de todos os tempos

“O espaço das arenas no Brasil são um desafio. Tirando o Rio de Janeiro, os lugares têm desafios de produção, como os que superamos em Belo Horizonte. Vamos a cidades como Florianópolis, Brasília, Porto Alegre, Recife, Fortaleza, em todas essas cidades levando eventos ao vivo para as pessoas”, prometeu Marshall.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: UFCUFC RioDana White

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG