Lutadores poderão diminuir o tempo de afastamento do UFC caso seus exames não apontem lesões graves

Rosto de Fabio Maldonado ficou bastante machucado no combate com Glover Teixeira
AP
Rosto de Fabio Maldonado ficou bastante machucado no combate com Glover Teixeira

Glover Teixeira e Fábio Maldonado protagonizaram o duelo mais sangrento da última edição do UFC Rio. E no fim, a surra aplicada pelo mineiro ao longo dos dois rounds da luta trouxe consequências ruins para os dois atletas. Nesta sexta-feira, o Ultimate divulgou que ambos receberam nada menos do que seis meses de suspensão médica após o evento de sábado.

O que você achou da suspensão? Comente com outros fãs do UFC

Derrotado por nocaute técnico devido à intervenção médica, Maldonado foi afastado por canto de uma suspeita de lesão cerebral. Apesar disso, o lutador de Sorocaba poderá reduzir a suspensão para 60 dias caso comprove com exames que não sofreu nenhum dano grave.

Veja também:  Bonnar diz que se sentiu 'aleijado' em derrota para Anderson no UFC Rio

Glover Teixeira, por sua vez, venceu o combate após espancar Maldonado no octógono. Mesmo sem nenhum machucado visível, ele acabou suspenso por conta de possíveis lesões na mão e no cotovelo direito. Assim como seu rival, ele também poderá ser liberado mais cedo caso os exames não apontem problemas sérios.

iG Entrevista:  Pezão reclama de lutadores 'chatos' e faz apelo por nocautes no UFC

Entre os outros lutadores que receberam suspensão provisória de seis meses estão Serginho Moraes, Luiz Banha e Chris Camozzi. Já Stephan Bonnar, derrotado por Anderson Silva por nocaute, recebeu precisará ficar afastado apenas 45 dias de maneira obrigatória.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.