Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

UFC supera problemas em Belo Horizonte com quebra de recorde de público

Plano C para a edição 147 do evento de MMA, capital mineira recebeu 16.643 pessoas mesmo sem disputa de cinturão

Frederico Machado e Rodrigo Farah - iG Belo Horizonte | - Atualizada às

Os planos de Dana White para o UFC 147 envolviam um evento bem diferente do realizado em Belo Horizonte no último sábado. Mas, apesar dos contratempos que impediram o presidente do UFC de realizar o maior torneio da história, como ele mesmo chegou a dizer, o UFC 147 deixa um saldo positivo para a capital mineira com recorde de público no país.

E MAIS: Franklin vence Wanderlei SIlva e estraga festa brasileira em BH

Inicialmente, o UFC 147 seria realizado em São Paulo com o objetivo de bater o recorde de público no Pacaembu. Depois, a bola da vez passou a ser o Engenhão, no Rio de Janeiro, mas a conferência Rio +20 “melou”as intenções da capital carioca. As lesões foram um capítulo negativo à parte. Vitor Belfort e Daniel Sarafian, finalista do TUF, não puderam lutar por terem se machucado às vésperas do torneio.

Além disso, o diretor de Desenvolvimento Internacional do Ultimate, Marshall Zelaznik, afirma que chegou a ficar preocupado com as condições oferecidas em Belo Horizonte para a realização do UFC 147. “A boa notícia é que BH foi bem. Ficamos preocupados no começo, quando vimos o ginásio só na ‘carcaça’. Mas conseguimos fazer um belo trabalho para deixar o Mineirinho em condições de receber o UFC. Posso te garantir com 100% de certeza que BH está na rota do UFC e que voltaremos para cá”, destacou Marshall Zelaznik.

CONFIRA: Mutante e Jason vencem suas lutas e são campeões do TUF Brasil

Marshall destacou a empolgação da torcida mineira durante as lutas. “Houve momentos em que a torcida falou alto, vaiou pedindo mais trocação e ficou frustrada com a falta de ação em algumas lutas. Foi um excelente evento aqui em Belo Horizonte”, analisou Marshall.

VEJA TAMBÉM: Werdum dá show com nocaute no 1º round e desafia Cigano

Recorde
16.643 pessoas estiveram presentes no Mineirinho, mesmo sem a disputa de um cinturão. Segundo o UFC, esse é o recorde de público de uma edição do evento no país. Mas os ingressos não se esgotaram antes das lutas como o esperado e entradas foram distribuídas em alguns pontos da cidade, como o Mercado Central. Os próprios lutadores envolvidos chegaram a distribuir ingressos em alguns eventos. O prêmio de luta da noite foi para o evento principal entre Wanderlei Silva x Rich Franklin; o de finalização foi para Rodrigo Damm, que estrangulou Gasparzinho, e o de nocaute para Marcos Vinicius “Vina”, que desmontou Galeto.

Confira todas as lutas do UFC 147 :

Card principal
Rich Franklin venceu Wanderlei Silva na decisão dos juízes
Cezar Mutante venceu Serginho Morares na decisão dos juízes
Rony Jason venceu Godofredo Pepey na decisão dos juízes
Fabrício Werdum venceu Mike Russow por nocaute no 1º round
Hacran Dias venceu Yuri Marajó na decisão dos juízes

Card preliminar
Rodrigo Damm venceu Gasparzinho por finalização no 1º round
Francisco Massaranduba venceu Delson Pé de Chumbo por nocaute no 1º round
Hugo Wolverine venceu John Macapá na decisão dos juízes
Thiago Bodão venceu Leonardo Macarrão por nocaute no 3º round
Marcos Vinícuis "Vina" venceu Wagner Galeto por nocaute no 3º round
Felipe Sertanejo empatou com Miltinho Vieira

Leia tudo sobre: UFCUFC 147MMAMineirinhoWanderlei SilvaTUF BrasilUFC BHDana White

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG