Anderson Silva: "sou metrossexual e o mundo é gay"

Atleta lançou sua biografia com noite de autógrafos no Rio

Beatriz Merched, iG Rio de Janeiro |

Anderson Borde/AgNews
Anderson Silva mostra sua biografia durante lançamento em livraria no Rio de Janeiro

Anderson Silva apareceu relaxado e bem humorado para a noite de autógrafos de sua biografia – “O Relato de um campeão nos ringues e na vida” – na livraria Saraiva, na noite dessa terça-feira (24), no Rio de Janeiro. Ao contrário da irritação que demonstrou durante a coletiva para anunciar a disputa do cinturão contra o norte-americano Chael Sonnen, no dia 7 de julho, em Las Vegas, Silva era só sorrisos e simpatia para as dezenas de pessoas que passaram até duas horas na fila a espera de um autógrafo.

Leia também: UFC confirma Anderson Silva x Chael Sonnen em Las Vegas

Anderson Borde/AgNews
"Não tenho nada contra, mas o mundo é gay", disse Anderson Silva em lançamento de sua biografia
Ilustrado com fotos da infância até a fase adulta, o livro conta a trajetória do atleta até os dias de hoje. “O livro fala de coisas que eu vivi de uma forma verdadeira. Começa com o Anderson se descobrindo como ser humano, a inspiração no Homem-Aranha, conta as frustrações e as vitórias da minha vida”, comentou Anderson.

Aos 37 anos e com 5 filhos, Silva diz que está longe de se aposentar e que tem fôlego para mais 10 anos de lutas. “Estou me reinventando todos os dias.

iG Entrevista: Anderson Silva faz alerta ao UFC e pede divulgação 'séria' em SP

A perfeição é uma busca de algo quase que impossível. Você pode melhorar todos os dias mas ser perfeito é impossível. Ainda me seguro muito tempo por aí”, afirmou ele, que aproveitou a ocasião para esclarecer uma das polêmicas declarações da obra. “Eu sou metrossexual sim. Gosto de me cuidar. E o mundo é gay. Não o meu. E não tenho nada contra, mas o mundo é gay”.

Sobre a nova moda de transformar casa noturna em ringue de UFC, ele foi categórico: "Não acho legal. Luta é luta e night é night. Fazemos um trabalho muito sério, abdicamos de várias coisas para dar alegria aos brasileiros. Não se deve misturar as coisas”, condenou Anderson a iniciativa da boate Upper Club, em São Paulo, que criou a Fight Night.

    Leia tudo sobre: anderson silvabigrafia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG