Jones vence Rashad por decisão unânime e mantém o cinturão do UFC

Após meses de provocações, Jon Jones levou a melhor no duelo contra o ex-companheiro de treino, válido pelo UFC 145

iG São Paulo |

Getty Images
Jon Jones comemora com o cinturão do UFC
Em uma das lutas mais esperadas da história do UFC, o norte-americano Jon Jones derrotou o compatriota Rashad Evans e manteve o cinturão meio-pesado do UFC, na edição 145 do maior campeonato de MMA, realizado na madrugada deste domingo, em Atlanta, nos Estados Unidos. Após cinco rounds, Jon Jones venceu por decisão unânime dos árbitros (50 a 45, 49 a 46 e 49 a 46).

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“Fiz muitas coisas hoje que não tinha feito quando treinava com ele, como usar o antebraço e o cotovelo. Fiquei um pouco surpreso por não nocautear, mas o Rashad melhorou muito o jogo dele”, comentou o campeão.

Leia mais: Dana White confirma Frank Mir como rival de Cigano pelo cinturão

Com o resultado, Jon Jones soma 16 vitórias em 17 lutas de MMA, sendo as últimas quatro contra ex-campeões da categoria meio-pesado do UFC. Além de Rashad Evans, ele derrotou Lyoto Machida, Quinton Jackson e Maurício Shogun.

A luta

Jon Jones começou melhor na luta e venceu o primeiro round. Porém, o golpe mais forte foi de Rashad, que acertou um chute alto na orelha do adversário. No segundo round, Jones soltou o jogo, acertou bons golpes com os cotovelos e por pouco não encerrou a luta.

Com amplo repertório de golpes, Jon Jones seguiu mandando na luta. Controlando a distância, ele venceu o terceiro round e o quarto round.

Nos últimos cinco minutos da luta, Rashad Evans precisava ir para o tudo ou nada para vencer o combate, mas seguiu apostado nos contra-ataques e não ameaçou Jon Jones, que acertou os melhores golpes.


Prêmios da noite

Após o termino do 145 do UFC, a organização do evento anunciou as premiações da noite. A luta entre Mark Hominick e Eddie Yagin foi eleita a melhor de todas. Yagin venceu por decisão unânime, mas levou golpes duros do adversário e por pouco não foi nocauteado.

O melhor nocaute do evento foi para Ben Rothwell. Apesar de levar um soco pesado de Brendan Shaub, Rothwell mostrou poder reação e acertou um golpe certeiro que decidiu o combate.

Já Travis Browne não teve concorrência para ganhar o prêmio de melhor finalização da noite. Ele aplicou um katagatame no primeiro round da luta contra Chad Griggs. Como premiação, Eddie Yagin, Ben Rothwell e Travis Browne receberam cerca de R$ 110 mil do UFC.

VEJA FOTOS E RELEMBRE OS CORTES MAIS SANGRENTOS DA HISTÓRIA DO UFC

Getty Images
Yagin levou dures golpes de Mark Hominick, mas venceu o combate e ganhou o prêmio pela melhor luta do evento


Resultados do UFC 145:

CARD PRINCIPAL
Jon Jones venceu Rashad Evans por decisão unânime
Rory MacDonald venceu Che Mills por nocaute técnico
Ben Rothwell venceu Brendan Schaub por nocaute
Michael McDonald venceu Miguel Angel Torres por nocaute
Eddie Yagin venceu Mark Hominick por decisão dividida
Mark Bocek venceu John Alessio por decisão unânime

CARD PRELIMINAR
Travis Browne venceu Chad Griggs por finalização
Matt Brown venceu Stephen Thompson por decisão
Anthony Njokuani venceu John Makdessi por decisão unânime
Mac Danzig venceu Efrain Escudero por decisão unânime
Chris Clements venceu Keith Wisniewski por decisão dividida
Marcus Brimage venceu Maximo Blanco por decisão dividida

    Leia tudo sobre: LutasUFCJon JonesRashad Evans

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG