O presidente da Fifa teria pedido ao ex-secretário de Estado americano ajuda para limpar a imagem da entidade

O ex-secretário de Estado americano Henry Kissinger, declarou nesse domingo que estava estudando uma proposta do presidente da Fifa Joseph Blatter , que solicitou sua ajuda para tentar limpar a imagem da entidade, abalada por acusações de corrupção .

"Ele me convidou para participar de trabalhos, mas ele não me especificou para que seria exatamente. Apenas me explicou que pretendia reunir um grupo de homens sábios para tratar dos problemas occorridos", explicou o americano, que recebeu o prêmio Nobel da paz em 1973, numa entrevista a BBC

."Minha opinião é que a Fifa deveria ser dirigida de forma transparente e democrática para ganhar o apoio do público", sugeriu Kissinger."Sou um amante do futebol desde sempre. Assisto a todo os jogos que posso. Se isso puder ajudar o esporte, eu aceitaria com prazer, mas antes preciso saber quem seriam as outras personalidades envolvidas e para que exatamente seriamos chamados", avisou o americano.

Kissinger, de 88 anos, foi secretário de Estado durante o governo dos presidentes Richard Nixon e Gerald Ford, de 1973 a 1977, e trabalhou no comitê que fracassou em tentar levar para os Estados Unidos a Copa do Mundo de 2018 ou 2022.Ele ajudou o país a obter a sede da Copa de 1994.

Blatter foi reeleito presidente da Fifa e se comprometeu a "colocar o navio da FIFA de novo no caminho correto e em águas claras e transparentes".O suíço, de 75 anos, assumiu a presidência da Fifa pela primeira vez em 1998, quando sucedeu ao brasileiro João Havelange. Desde então, ele tem sido reeleito quase sem oposição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.