Treinador revelou que alguns jogadores ainda não se acostumaram com o fuso e passam a madrugada acordados

selo

Na véspera da estreia no Mundial de Clubes , o técnico Guardiola admitiu nesta quarta-feira a sua preocupação com a adaptação dos jogadores do Barcelona ao fuso horário do Japão. Afinal, são oito horas de diferença em relação à Espanha. Mesmo assim, ele afirma que seu time está preparado para enfrentar o Al-Sadd, do Catar, pela semifinal da competição, nesta quinta, em Yokohama.

Como teve jogo no último sábado pelo Campeonato Espanhol , quando venceu o clássico contra o Real Madrid , o Barcelona só chegou ao Japão no domingo. Assim, o elenco ainda não teve o tempo necessário para se adaptar ao fuso horário. "Tem jogadores que acordam às três e meia da madrugada e não conseguem dormir. Essa é a maior preocupação", revelou Guardiola.  Apesar disso, o treinador descartou um possível cansaço do Barcelona por causa da maratona de jogos. "Chegamos em bom estado físico e todos querem jogar, todos estão preparados", contou Guardiola, ressaltando também que o clube espanhol ainda precisa confirmar seu favoritismo na semifinal diante do Al-Sadd. "Precisamos merecer o direito de jogar a final", alertou.

Guardiola, inclusive, elogiou bastante o Al-Sadd durante a sua entrevista coletiva desta quarta-feira. "Eles têm jogadores atléticos e rápidos. São fortes no jogo aéreo. E são resistentes, aguentando muita pressão", avaliou o treinador, lembrando que o adversário do Catar estará muito motivado por jogar uma semifinal do Mundial. "É um jogo importante para todo o país."

Após ter sido campeão pelo menos uma vez de todas as competições que participou desde que assumiu o comando do Barcelona em 2008, Guardiola tratou de valorizar a disputa do Mundial. "É um privilégio estar aqui, porque é muito difícil chegar (precisa conquistar o título europeu)", disse o treinador, que já assegurou também esse troféu para o clube espanhol, na edição de 2009.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.