Tamanho do texto

Para piloto alemão, a equipe pode ficar fora de provas se as atualizações não funcionarem

O alemão Timo Glock, da Marussia Virgin, admitiu nesta segunda-feira (16) que sua equipe corre sérios riscos de ficar fora das corridas que virão na Fórmula 1. A próxima etapa do calendário é em Barcelona, neste fim de semana.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Realista, o piloto vai na contramão de sua equipe, que tem se mostrando confiante em seus pacotes de melhorias para MVR-02. "Se nossos pacotes de desenvolvimento não funcionarem, em breve vai ser difícil de se classificar para a corrida", disse em entrevista à revista Speed Week .

Para uma equipe se classificar para uma corrida, ela não pode exceder o limite de 107% em seus tempos classificatórios, um dia antes da prova. Glock, por sua vez, teve como melhor posição de largada a 21ª, na Austrália, Malásia e Turquia. Na primeira, a prova de Melbourne, a equipe vinha correndo acima dos 107%, mas, na última hora, conseguiu vaga.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.