Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Zé Roberto frustra Santos e acerta por dois anos com Al-Gharafa

Desde a conquista da Libertadores o presidente do clube manifesta seu interesse pelo meia-atacante

Gazeta Esportiva |

AE
Zé Roberto em ação pela seleção brasileira na Copa de 2006
Um dos desejos do Santos para reforçar a equipe para a disputa do Mundial de clubes, em dezembro, era o meia-atacante Zé Roberto. "Era" porque o jogador acertou contrato de dois anos com o Al-Gharafa, do Catar, ex-equipe de Juninho Pernambucano.

Aos 37 anos, Zé Roberto estava no Hamburgo, da Alemanha, e teve seu contrato encerrado em julho. Sem acordo sobre a duração do novo vínculo, o brasileiro deixou o clube que defendia desde 2009 e entrou nos planos do Santos - equipe teve boa passagem entre 2006 e 2007.

Após a conquista da Libertadores, questionado sobre reforços, o presidente do Santos revelou o desejo em Zé Roberto. "Imagine um meio-de-campo com Arouca, Zé Roberto, Elano e Paulo Henrique Ganso", disse à época.

Além do Santos, no Brasil, Zé Roberto defendeu Portuguesa e Flamengo, mas só levantou um troféu no país: o do Campeonato Paulista 2007, pelo clube. Fora, o meia-atacante vestiu a camisa do Real Madrid, e conquistou um Campeonato Espanhol e uma Supercopa da Espanha, Bayer Leverkusen e Bayern de Munique, clube no qual se consagrou.

Na equipe alemã foi tetracampeão alemão, tri da Copa Alemã e bi da Copa da Liga. Na seleção brasileira a carreira de Zé Roberto também é vitoriosa, com o bicampeonato da Copa América e da Copa das Confederações.

 

Leia tudo sobre: futebol mundialsantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG