Desde a conquista da Libertadores o presidente do clube manifesta seu interesse pelo meia-atacante

Zé Roberto em ação pela seleção brasileira na Copa de 2006
AE
Zé Roberto em ação pela seleção brasileira na Copa de 2006
Um dos desejos do Santos para reforçar a equipe para a disputa do Mundial de clubes, em dezembro, era o meia-atacante Zé Roberto . "Era" porque o jogador acertou contrato de dois anos com o Al-Gharafa, do Catar, ex-equipe de Juninho Pernambucano.

Aos 37 anos, Zé Roberto estava no Hamburgo, da Alemanha, e teve seu contrato encerrado em julho. Sem acordo sobre a duração do novo vínculo, o brasileiro deixou o clube que defendia desde 2009 e entrou nos planos do Santos - equipe teve boa passagem entre 2006 e 2007.

Após a conquista da Libertadores, questionado sobre reforços, o presidente do Santos revelou o desejo em Zé Roberto. "Imagine um meio-de-campo com Arouca , Zé Roberto, Elano e Paulo Henrique Ganso ", disse à época.

Além do Santos, no Brasil, Zé Roberto defendeu Portuguesa e Flamengo , mas só levantou um troféu no país: o do Campeonato Paulista 2007, pelo clube. Fora, o meia-atacante vestiu a camisa do Real Madrid , e conquistou um Campeonato Espanhol e uma Supercopa da Espanha, Bayer Leverkusen e Bayern de Munique , clube no qual se consagrou.

Na equipe alemã foi tetracampeão alemão, tri da Copa Alemã e bi da Copa da Liga. Na seleção brasileira a carreira de Zé Roberto também é vitoriosa, com o bicampeonato da Copa América e da Copa das Confederações.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.