Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Zé Eduardo quer ver Martelotte efetivado como técnico do Santos

"Ele tem o total apoio de nós, atletas", disse o atacante, que já trabalhou com o treinador nas categorias de base do Palmeiras

Gazeta |

Sem contratar um técnico desde a saída de Adilson Batista, a diretoria do Santos segue procurando alternativas para ocupar o cargo. Porém, segundo o meia-atacante Zé Eduardo, a vontade dos jogadores é que o interino Marcelo Martelotte seja efetivado como treinador da equipe principal do Santos.

"Nenhum técnico conhece mais o Santos do que o Martelotte. Ele chegou junto com o Dorival Júnior, para ser auxiliar no ano passado, e já conhece cada pessoa dentro do clube. Ele sabe como é o futebol de todo mundo, quem pode se apresentar melhor ou até mesmo evoluir. Ele tem o total apoio de nós, atletas. Não cabe a mim ficar falando se ele deve seguir, mas esperamos com resultados positivos dar o apoio e a confiança que ele precisa para continuar o seu trabalho no Santos", disse Zé Eduardo.

Sobre o relacionamento com Martelotte, Zé Eduardo contou que os dois se conhecem desde quando trabalharam juntos na categoria de base do Palmeiras, em 2004 e 2005. Naquela ocasião, o atual interino santista comandava os Juniores (sub 20) do Palmeiras. Além disso, o meia-atacante acredita que o fato de Marcelo Martelotte ter sido auxiliar no Santos possibilitou a ele uma maior aproximação dos jogadores e uma relação da mais confiança entre o treinador e o elenco.

"Ele fica na resenha com os jogadores (conversa após o treinamento), se aproxima mais dos atletas. É assim que o Marcelo se comporta desde quando o Dorival estava aqui, ou quando o Adilson Batista era o treinador. Ele sempre chegava no canto e conversava com a gente, assistia o treino de fora. Sempre que eu podia chegava e falava com ele, para pegar alguns conselhos, algumas dicas. Ele é um cara que o grupo todo confia e respeita. Torço pela sua permanência, sim", comentou.

Sobre as oportunidades que vem recebendo do interino do Santos, Zé Eduardo pensa que a relação de confiança entre os dois faz com que o seu futebol cresça sob as orientações de Martelotte. "Como ele já conhecia o meu trabalho, o Marcelo chegou me dando confiança e tranquilidade. Ano passado ele já vinha me dando chances para atuar, e agora não tem sido diferente. Felizmente, tenho conseguido jogar bem, marcando gols e sempre ajudando a equipe", encerrou.

Leia tudo sobre: santoszé eduardocampeonato paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG