Tamanho do texto

Defensor foi condenado nessa sexta-feira, mas departamento jurídico trabalhou rápido e liberou o atleta

O técnico Vágner Mancini ganhou um reforço de última hora para o clássico com o Atlético-MG , no próximo domingo. O zagueiro Naldo foi julgado e condenado nessa sexta-feira por uma entrada violenta no segundo tempo da partida contra o Avaí, em Florianópolis. Mas o departamento jurídico do Cruzeiro atuou rápido e conseguiu um efeito suspensivo para o jogador.

Cruzeiro é o 16º colocado no Brasileirão. Veja a classificação atualizada

Naldo foi julgado depois que o árbitro Péricles Bassols Cortez relatou na súmula da partida contra o Avaí que o zagueiro foi expulso por "atingir as pernas de seu adversário com um carrinho, com uso de força excessiva, quando ele dominava a bola para progredir em direção ao gol”. O atleta foi denunciado no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê suspensão de uma a seis partidas.

Leia também: Roger lembra que Cruzeiro pode se safar com outros resultados

O zagueiro havia pegado pena de duas partidas. Como já cumprira suspensão automática contra o Atlético-PR, também teria que ficar de fora do clássico contra o Atlético-MG para completar a pena. Entretanto, o departamento jurídico do Cruzeiro entrou com o recurso no final da tarde e conseguiu  um efeito suspensivo da decisão, liberando o atleta.

Mesmo assim, Naldo não deve ser titular do time de Vágner Mancini no duelo com o Atlético-MG. A defesa deve ser formada com Victorino e Léo. Todavia, o jogador tem entrado no decorrer das partidas, como aconteceu diante do Ceará em Fortaleza.

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e comente o desfalque de Naldo