Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Zagueiro Índio é o único titular do Inter de 2006 que busca o bi do Mundial

Time estreará no torneio na próxima terça, em partida contra o vencedor de Pachuca (México) x Mazembe (República Democrática do Congo)

Gazeta Esportiva |

Entre os 11 titulares da conquista do Mundial de Clubes de 2006 pelo Internacional, o único remanescente que poderá repetir o feito em 2010 é o zagueiro Índio, que segue como referência na defesa. O jogador, que está no clube desde 2005, possui a impressionante marca de dez títulos pela equipe gaúcha (duas Copas Libertadores, um Mundial de clubes, uma Copa Sul-Americana, uma Recopa Sul-Americana, três Gauchões, uma Copa Suruga e uma Copa Dubai). Já reunido com o restante do elenco do Inter em Abu Dhabi, Índio falou sobre a possibilidade de se tornar um legítimo bicampeão mundial.

"Eu sempre penso em vencer, nunca me acomodo. Para mim é especial ter essa chance de tentar ganhar mais um Mundial. Devo tudo na minha carreira ao Inter e vejo totais condições do grupo buscar esse título", afirmou o veterano de 35 anos, que já renovou o seu contrato com o Inter por mais dois anos, dando mostras de que encerrará a carreira no Beira-Rio.

Ídolo da torcida não só pelo vasto número de troféus conquistados, mas também pelos gols marcados. Com 27 anotados, ele já ultrapassou Elias Figueroa e se tornou o maior zagueiro-artilheiro da história.

Depois da demonstração de apoio dada pelos torcedores do Inter no dia em que o elenco partiu para Abu Dhabi, onde será disputado o Mundial de clubes, Índio sabe que a metade vermelha de Porto Alegre estará mobilizada para acompanhar a equipe na torcida pelo bicampeonato.

"A torcida colorada sempre foi o nosso 12º jogador, sempre nos incentivou, mesmo nos momentos difíceis dentro do Beira-Rio. Com certeza terá um pensamento positivo, vindo de Porto Alegre, para buscar esse título tão importante para todos", afirmou.

O Internacional estreará no Mundial de clubes na próxima terça-feira, às 14h (horário de Brasília), em partida contra o vencedor do duelo entre Pachuca, do México, e Mazembe, do Congo, que se enfrentam nesta sexta-feira.

Leia tudo sobre: internacional

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG