Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Zagueiro Breno é preso por suspeita de incendiar própria casa

Promotoria de Munique ordenou prisão por considerar que existia risco de fuga do jogador brasileiro

iG São Paulo* |

Reuters
Casa do jogador brasileiro foi incendiada na madrugada de segunda para terça-feira
O zagueiro brasileiro Breno, que foi revelado pelo São Paulo e defende o Bayern de Munique desde 2008, entrou em prisão preventiva neste sábado por suspeita de ter colocado fogo em sua casa, que foi incendiada por causas não esclarecidas na semana passada. A Promotoria de Munique ordenou a prisão por considerar que existe risco de fuga, comunicaram neste sábado as fontes do departamento. O incêndio ocorreu na madrugada de segunda para terça-feira , quando só Breno estava em casa, sem o conhecimento de sua esposa e de seus três filhos.

Nesta sexta-feira, o promotor responsável pelo caso, Thomas Steinkraus-Koch, disse que havia uma suspeita de incêndio criminoso na residência de Breno , pois na opinião dos peritos não se tratava de um incêndio acidental. O jogador, por meio de sua assessoria, negou as acusações e se colocava à disposição das autoridades para falar sobre o caso.

Segundo o jornal "Süddeutsche Zeitung", com sede em Munique, o jogador entregou três isqueiros a um membro das equipes de saúde que o atenderam, imediatamente depois do incêndio. A Promotoria abriu investigações contra o jogador na sexta-feira, diante das suspeitas que o incêndio, que deixou a casa reduzida a cinzas, não tinha sido fortuito. Breno teve ferimentos leves e foi atendido pelos serviços de emergência. O zagueiro do Bayern de Munique, quem desde que chegou ao clube sofreu uma baixa por lesão atrás da outra, poderá sair da prisão em breve, após o pagamento de fiança.

O Bayern de Munique expressou na sexta-feira estranheza pelas suspeitas sobre o jogador, e não quis comentar o caso antes do resultado das investigações. Fontes do clube expressaram, no entanto, o total apoio a Breno e a sua família, formada pela mulher Renata, o filho em comum do casal, Pietro, e outros dois de uma relação anterior dela. Segundo o jornal popular "Bild", a família do jogador está em um hotel. Já o jogador passou a noite anterior em uma clínica psiquiátrica para exames.

“Suspeitas infundadas”
Um representante do grupo Sonda, que administra a carreira do jogador está na Alemanha acompanhando o caso. Na sexta-feira, divulgou uma nota defendendo o zagueiro . "O jogador Breno, do Bayern de Munique, declara que são infundadas as suspeitas sobre a autoria do incêndio que destruiu sua casa na Alemanha. O jogador está à disposição das autoridades alemãs e agradece todas as manifestações de carinho dos fãs do Bayern, dos colegas e da diretoria do clube. O atleta se recupera do incidente e em breve retomará sua atividade normalmente", diz o comunicado.

Revelado pelo São Paulo, Breno está na Alemanha desde 2008. Ele foi vendido ao Bayern no final de 2007 por US$ 18 milhões (mais de R$ 30 milhões). No primeiro ano na Europa, foi convocado para a seleção brasileira e disputou as Olimpíadas de Pequim. Com Mano Menezes no comando do Brasil, voltou a ser chamado, primeiro para o período de treinos em Barcelona, depois para o amistoso contra a França, em fevereiro.

Em 2010, o zagueiro foi emprestado para o Nürnberg, onde ficou seis meses e depois retornou ao Bayern de Munique. Breno ainda não conseguiu estrear nesta temporada, por causa de uma lesão no joelho direito.

Veja imagens da carreira de Breno:



* com informações da agência EFE

 

 

 

Leia tudo sobre: BrenoBayern Muniqueincêndiofutebol mundialAlemanha

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG