Tamanho do texto

Time de Renato Gaúcho só não levou gol em uma das oito partidas de 2011

Lucas Uebel, Divulgação
Vilson formou dupla com Neuton no único jogo que a zaga passou em branco
Titular, reserva ou com estreante, a zaga do Grêmio tem uma sina neste começo de temporada: sofre gol em todos os jogos. A regra tem até uma exceção, parodiando o ditado popular. Só não vazou em uma das oito partidas, entre Campeonato Gaúcho e Libertadores.

O dado não é surpresa para Renato Gaúcho. Após a vitória sobre o Caxias, sábado, pelo Estadual, o técnico admitiu que a equipe precisa melhorar em todos os setores, afinal, a marcação não é exclusividade dos defensores.

“Temos que evoluir no coletivo, porém, o time está crescendo. Já estamos classificados no Gaúcho e também na Libertadores”, lembrou o treinador.

A avaliação é correta. Basta ver que todas as duplas de zagueiros sofreram gol: nove em oito duelos. O que prova que o sistema de marcação precisa melhorar.

Rafael Marques e Paulão, a dupla titular, levou seis gols em quatro partidas. A única que passou em branco foi Vilson e Neuton, dia 23 de janeiro, contra o Canoas. As trocas constantes na formação acontecem pela política de poupar titulares para a Libertadores.

A chegada de Rodolfo, que estreou no sábado, deve mudar a fotografia da zaga gremista. Contratado do Lokomotiv Moscou, um pedido do técnico, o atleta deve desbancar Rafael Marques ou Paulão. Haverá outra mudança.

Carlos Alberto, atuando na meia, deve deslocar Lúcio para a lateral-esquerda, sua posição de origem. Renato não adiantou suas idéias, portanto, os próximos treinamentos serão reveladores.

As formações e os gols sofridos

Gauchão

Rafael Marques e Paulão – dois jogos, três gols

Vilson e Neuton – três jogos, dois gols

Vilson e Rodolfo – um jogo, um gol

Libertadores

Rafael Marques e Paulão – dois jogos, três gols

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.