Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Xavi desafia Real a jogar de igual para igual com o Barcelona

Meia espanhol comparou o estilo de jogo dos times rivais e esquentou a rivalidade para o clássico

AE |

selo

Getty Images
Após três clássicos polêmicos, Xavi provocou o Real Madrid antes de mais um duelo
O estilo defensivo adotado pelo Real Madrid nos confrontos diante do Barcelona tem causado polêmica não só entre os torcedores do clube da capital espanhola, mas também do lado catalão. Nesta segunda-feira foi a vez do meia Xavi falar que gostaria de enfrentar uma equipe que jogasse de "igual para igual" nesta terça, pelas semifinais da Liga dos Campeões da Europa.

"(Gostaria de enfrentar) uma equipe que nos enfrentasse de igual para igual, porque tem armas para fazê-lo. A chave estará no domínio da bola. Vamos tentar nos impor desta maneira. Imagino que eles vão tentar agora buscar mais o resultado, porque até agora têm vivido de contra-ataques, foram super defensivos, mas estamos preparados", declarou o jogador do Barcelona.

Mesmo jogando em Madri, o Real perdeu a primeira partida da semifinal por 2 a 0. Até por isso, precisará fugir um pouco de suas características defensivas e atacar o Barcelona, nesta terça-feira, no Camp Nou. O técnico português José Mourinho, inclusive, deve escalar um atacante na vaga do volante Pepe, que está suspenso - Adebayor e Benzema brigam pela vaga.

"O Real Madrid joga outro futebol. Queria que todos gostassem de jogar um futebol atrativo, ofensivo, espetacular com a bola e terminasse atrás senão conseguisse ocasiões de gol", afirmou Xavi, provocando o adversário e esquentando a rivalidade para o clássico.

O clássico desta terça-feira será o último de uma série de quatro seguidos entre os dois rivais - uma vitória do Real, que valeu o título da Copa do Rei, um empate, pelo Campeonato Espanhol, e a vitória do Barcelona na Liga dos Campeões da Europa. Por conta da rivalidade e do excesso de partidas, diversas polêmicas foram criadas nesse período.

Entre as diversas polêmicas, o Real tentou mover uma ação contra seis jogadores do Barcelona - Daniel Alves, Busquets, Pedro, Pinto, Valdés e Keita - por conduta antidesportiva no primeiro jogo das semifinais, o que foi negado pela Uefa. "É lamentável, me parece patético. O Barcelona sempre demonstrou um comportamento exemplar e estas denúncias não chegam a lugar nenhum. Por isso a Uefa não as levou em consideração", concluiu Xavi.

Veja fotos dos treinos do Barcelona e Real Madrid:

Leia tudo sobre: futebol mundialespanhabarcelonareal madridxavi

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG