Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Xandão, do São Paulo, é absolvido em caso de doping

Liberado por unanimidade, zagueiro foi flagrado em 16 de novembro pelo uso de três substâncias proibidas presentes em um colírio

AE |

selo

Vipcomm
Xandão foi absolvido em primeira instância pelo STJD das acusações de doping
O zagueiro Xandão , do São Paulo , foi absolvido por unanimidade, nesta quarta-feira, em julgamento no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), no Rio de Janeiro, por causa de um caso de doping. No último dia 5, o atleta havia sido pego no exame antidoping do jogo contra o Atlético-PR, em Curitiba, em 16 de novembro, pelo uso de três substâncias proibidas, mas nenhuma estimulante, presentes em um colírio.

LEIA MAIS: Xandão é pego no antidoping e recebe gancho preventivo de 30 dias

Acompanhado do médico do São Paulo, José Sanchez, Xandão prestou depoimento perante a Quarta Comissão Disciplinar do STJD e explicou o uso do colírio no dia do jogo na Arena da Baixada. "Se não tivesse usado o remédio, talvez não pudesse jogar, pois estava me atrapalhando demais. Minha reação quando me falaram sobre o doping foi de dar risada e de forma irônica. Não acreditei. O doutor Sanchez também não entendeu o motivo de eu ter sido pego no doping, pois utilizei o medicamento de uso oftalmológico", disse o zagueiro. 

Xandão mostrou confiança na responsabilidade do departamento médico do São Paulo. "O departamento médico tem muito zelo com relação aos problemas antidoping. Nós ligamos para os médicos, que nos pedem para dizermos que não podemos nos automedicar. Sempre procuramos avisar a eles quando fazemos algo. O médico estuda a via inteira e se me autoriza a tomar algum remédio, tomo sem problema. Ele é um profissional da área. Estou muito tranquilo", ressaltou o atleta. 

Antes do julgamento, o jogador do São Paulo já havia sido suspenso preventivamente por 30 dias. Com a absolvição em primeira instância, a Procuradoria do STJD deve recorrer da decisão à segunda instância, no Pleno, e o caso ainda pode chegar à CAS (Corte Arbitral do Esporte), na Suíça.

Leia tudo sobre: são pauloxandãodopingstjdbrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG