Tamanho do texto

Flamengo chega aos 19 pontos na tabela e retoma a 2ª colocação do Campeonato Brasileiro

O Flamengo não realizou uma partida espetacular. Na realidade, teve até menos oportunidades claras de gol que o adversário, mas fez o suficiente para derrotar o Fluminense por 1 a 0 na tarde deste domingo, no estádio Engenhão. Com Ronaldinho Gaúcho, Thiago Neves e Renato, quem apareceu para decidir a partida foi o volante Willians, que marcou de cabeça nos acréscimos do primeiro tempo. Na segunda etapa o Fluminense pressionou, principalmente com Ciro, mas não conseguiu transformar o domínio em bola na rede.

null

Com a vitória, o Flamengo chega aos 19 pontos e retoma a 2ª colocação do Campeonato Brasileiro, além de continuar invicto na competição. O time de Abel Braga perde uma colocação, descendo para o 9º lugar, com 12 pontos. O Fluminense volta a entrar em campo no próximo sábado, contra o Coritiba, no estádio Couto Pereira, às 18h30, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Flamengo encara o Palmeiras no domingo, às 16h, no estádio Pacaembu.

Os treinadores não surpreenderam nas escalações. Sem o lateral-direito Mariano, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Abel Braga optou por improvisar o volante Diogo no setor. Já o técnico Vanderlei Luxemburgo repetiu a mesma escalação que venceu o São Paulo por 1 a 0 na última quarta-feira, com Aírton e Willians protegendo o meio-campo.

O Fluminense começou melhor na partida, explorando principalmente o espaço deixado pelo lateral-esquerdo Júnior César com o atacante Ciro. Tanto que logo aos dois minutos o jogador arrancou pelo setor, deu um drible da vaca no zagueiro Ronaldo Angelim e cruzou para dentro da área, mas a defesa do Flamengo afastou o perigo.

Seguido por Ronaldinho Gaúcho, Willians corre para comemorar o gol que deu a vitória para o Flamengo no clássico
AE
Seguido por Ronaldinho Gaúcho, Willians corre para comemorar o gol que deu a vitória para o Flamengo no clássico


O time de Luxemburgo encontrava mais dificuldade para sair tocando a bola da defesa, usando chutões diretos para o ataque. Enquanto isso, o Fluminense encontrava o caminho do gol com as jogadas de Ciro sobre o Ronaldo Angelim, que não conseguia acompanhar a velocidade do atacante adversário. Aos nove minutos do primeiro tempo, Ciro recebeu lindo passe em profundidade de Souza, entrou na área, cortou a marcação de Angelim e bate, mas o goleiro Felipe faz boa defesa.

A resposta do Flamengo aos lances de perigo do adversário aconteceu aos 11 minutos. Renato recebeu no meio-campo com espaço e soltou uma bomba rasteira no canto esquerdo de Diego Cavallieri, que defendeu bem, sem dar rebote. Aos 14 minutos, mais uma vez um lance do melhor jogador da partida até aquela altura. Marquinho ajeitou cruzamento da direita de peito para Ciro, que ficou livre dentro da área, mas se atrapalhou com a bola e não conseguiu finalizar.

Com o passar do tempo, o Flamengo começou a equilibrar as ações, recuperando o domínio do meio-campo. Mesmo assim, o Fluminense ainda teve outra boa chance para inaugurar o placar. Aos 24 minutos, Carlinhos cruzou da esquerda para Rafael Moura, que se antecipou aos zagueiros e acertou a trave direita do goleiro Felipe.

Nos minutos finais, com as duas equipes cansadas, a impressão é de que o zero permaneceria no placar até o fim do primeiro tempo, mas em uma rápida jogada pela esquerda, o Flamengo conseguiu abrir o placar. Aos 45 minutos, Ronaldinho Gaúcho abriu a jogada na lateral, com Júnior César, que ao invés de cruzar, tocou curto para Thiago Neves no bico da grande área. O meia cruzou de primeira para Willians, que completamente livre, cabeceou para o gol. Diego Cavallieri ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o primeiro gol no placar.

Os dois times voltaram sem alterações para a segunda etapa, mas assim como na primeira etapa, o Fluminense começou melhor, trocando passes na intermediaria e ditando o ritmo do jogo. Ciro passou a atuar pelo lado esquerdo do ataque tricolor, entre Léo Moura e Welinton. A primeira chance de perigo aconteceu aos 10 minutos. Diguinho foi derrubado por Thiago Neves na frente da área. Souza bateu falta perigosa, mas a bola saiu raspando a trave direita do gol do Flamengo.

Encurralando o adversário, o Fluminense voltou a ter outra boa oportunidade para marcar. Aos 17 minutos, Carlinhos cruzou da esquerda para Rafael Moura ganhar da zaga do Flamengo e cabecear no canto esquerdo, exigindo linda defesa do goleiro Felipe.

Sentindo o bom momento do adversário, o técnico Luxemburgo trocou o atacante Deivid pelo jovem Negueba, posicionando Ronaldinho entre os zagueiros. Pouco depois, foi a vez de Abel Braga trocar o meia Marquinho por Rodriguinho. E foi em lance de Negueba que o Flamengo levou perigo pela primeira vez no segundo tempo. Aos 24 minutos, o jogador ganhou de Diguinho, invadiu a área e cruzou da linha de fundo, mas Gum conseguiu afastar. Na jogada, Ronaldinho Gaúcho ficou reclamando de pênalti.

Esperando o adversário para sair no contra-ataque, sempre buscando Negueba pela direita, o Flamengo correu o risco de sofrer o empate aos 32 minutos. Rafael Moura entrou na área e rolou para Edinho, que fez um corta-luz e deixou para Rodriguinho, livre, bater cruzando, fazendo a bola raspar a trave do goleiro Felipe.

O Flamengo respondeu aos 38, em boa cobrança de falta de Bottinelli, que havia entrado no lugar de Ronaldinho Gaúcho. A bola, porém, subiu um pouco mais que o ideal. Aos 41 minutos, quase Willians marcou contra de cabeça, após falta cobrada por Souza. Porém, o Flamengo conseguiu suportar a pressão do adversário e sair de campo com os três pontos.

FICHA TÉCNICA – FLUMINENSE 0 X 1 FLAMENGO

Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 10 de julho de 2011, (Domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Público: 23.438
Renda: R$ 656.500,00
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia e Rodrigo Henrique Correa (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Carlinhos, Diguinho e Márcio Rosário (Fluminense); Aírton (Flamengo)

GOLS:
Flamengo – Willians, aos 45 minutos do primeiro tempo

Fluminense: Diego Cavalieri, Diogo (Matheus Carvalho), Gum, Márcio Rosário e Carlinhos; Edinho, Diguinho (Fernando Bob), Marquinho (Rodriguinho) e Souza; Ciro e Rafael Moura
Técnico: Abel Braga

Flamengo: Felipe, Leonardo Moura, Welinton, Ronaldo Angelim e Júnior César; Aírton, Willians, Renato e Ronaldinho Gaúcho (Bottinelli); Thiago Neves (Diego Maurício) e Deivid (Negueba)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.