Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Willians abusa da modéstia: "Passe para o Thiago Neves foi sorte"

Volante já tem 104 desarmes na temporada e comemora assistência no empate com o Fluminense na Taça Rio

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

A cada desarme de Willians, o grito que vem da arquibancada se assemelha ao de um gol. No Fla-Flu, ele foi além. Com um passe primoroso, deixou Thiago Neves livre para marcar, de cabeça, o gol do empate em 1 a 1, que levou a decisão da vaga na final da Taça Rio para as cobranças de pênalti. Com a vitória e a classificação do Flamengo, o volante saiu satisfeito de campo e com a sensação do dever cumprido. Além das 11 roubadas de bola, ainda deu uma assistência.

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

"Dei um pouco de sorte. Foi bom porque o Thiago Neves ajudou o time a se classificar", disse Willians, com extrema humildade. "Aprendi muito nesses últimos meses com o (técnico Vanderlei) Luxemburgo, que me orienta sempre sobre a questão dos passes. É uma dificuldade que tenho, mas estou evoluindo", emendou.

Vipcomm
Willians é destaque nos desarmes no Campeonato Carioca
Willians alcançou a incrível marca de 104 desarmes em 21 jogos na temporada, com uma média de 5,47, segundo o Footstats. O volante chegou ao clube em 2009 e sempre se destacou pela vontade. Gols ficam em segundo plano. Desde o dia 20 de setembro de 2009, quando o Flamengo venceu o Coritiba por 3 a 0, no Maracanã, ele não sabe o que é balançar a rede.

"O Willians tem treinado muito, virado várias vezes a bola durante o jogo. O que não adianta é querer fazer gol, achar que sabe fazer. O gol dele é o desarme ou o passe para deixar o companheiro em uma condição melhor. Conversei com ele, falei sobre o César Sampaio, o Amaral, que também tinha essa dificuldade no passe quando foi para o Palmeiras e cresceu muito fazendo esse trabalho comigo", explicou Luxemburgo.

Contra o Horizonte-CE, quarta-feira, no Domingão, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, Willians será novamente uma peça importante no time. Principalmente, porque Ronaldinho Gaúcho e Leonardo Moura, machucados, foram vetados para o jogo. Independentemente dos desfalques, o volante sabe da responsabilidade do time de conseguir a classificação, que só acontecerá com uma vitória simples ou um empate por dois ou mais gols.

"O Flamengo sempre tem a obrigação de ganhar. Mas temos que mostrar isso dentro de campo. Vamos enfrentar um adversário que mostrou qualidade aqui no Engenhão, empatando com a gente. Precisamos ficar atentos", disse Willians, que no Flamengo já conquistou um título carioca e um campeonato brasileiro.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG