Titular por três jogos do Paulista, atacante marcou dois gols e deu nova dor de cabeça para Tite

Tite abraçou Willian depois da vitória do último sábado
AE
Tite abraçou Willian depois da vitória do último sábado
Titular nas três últimas partidas do Corinthians no Campeonato Paulista, Willian marcou dois gols  e foi fundamental nas vitórias contra o São Caetano (1 a 0, no último sábado) e Portuguesa (2 a 0, nessa quarta) . Ele ainda iniciou a partida contra o São Paulo e reconquistou seu espaço na equipe. Embora satisfeito com suas atuações como titular e elogiado pelo técnico Tite, o atacante minimiza a chance de voltar definitivamente ao time.

Leia também: Tite credita boa fase do Corinthians a 'espírito solidário'

"Hoje (quarta), mais uma vez, tive a oportunidade e tentei aproveitar da melhor maneira possível. Tenho que continuar trabalhando com seriedade, independente de estar no banco ou não, para ajudar o time quando puder", disse o camisa 7, que ficou fora da 2ª a 6ª rodada do campeonato para tratar de uma lesão na coxa.

E mais: Técnico usou votação secreta entre jogadores para alçar Liedson a capitão

"Às vezes, até por causa da Libertadores, o Tite vai deixar todo mundo fora para descansar. Sábado (contra o São Caetano) foi assim e a rapaziada que não estava jogando foi bem. É normal errar, mas todo mundo aproveitou a oportunidade. Temos que continuar assim", acrescentou o jogador, que deve retornar ao banco quando Jorge Henrique e Emerson retomarem suas condições físicas. Willian foi titular das últimas três partidas do time no Paulistão, mas ficou no banco na estreia da Libertadores contra o Táchira.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores do Corinthians

Tite, no entanto, já admite que o atleta está ganhando pontos e entrou firme na briga por uma vaga após se livrar de um problema no músculo adutor da coxa direita, sentido ainda no início do ano e que atrapalhou seu rendimento nos primeiros jogos.

Confira ainda: Tite cita o Tolima para valorizar volta por cima de Luís Ramírez

"Quando o Willian iniciou a temporada e começou a cair, como já o conheço, tive a facilidade de perceber que alguma coisa estava acontecendo, não era possível. Eu estava para conversar com ele quando soube que ele tinha o problema clínico. Recuperou e voltou confiante. Titularidade não vem em um jogo, é pelo conjunto da obra. Pepino para mim", raciocinou.

O Corinthians volta a campo no sábado, contra o Botafogo de Ribeirão Preto, no Pacaembu. Emerson, com pubalgia, Jorge Henrique, com dores musculares, e Adriano, ainda em trabalho para alcançar sua melhor forma, podem se tornar novas opções para o setor ofensivo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.