Tamanho do texto

Atacante ofuscou técnico rival na vitória por 2 a 0. Ex-Flu, o corintiano Emerson teve participação discreta

nullNo jogo que marcou a volta de Abel Braga ao comando do Fluminense quem brilhou foi Willian , camisa 7 do Corinthians . Com dois gols do atacante, novo xodó do torcedor corintiano, o time paulista fez 2 a 0 e chegou a 10 pontos na classificação do Brasileirão, dois atrás do líder São Paulo.

Com os dois gols, Willian assumiu a artilharia da equipe no Brasileiro e entrou na disputa pelo posto de goleador máximo do torneio. Além de Willian, o goleiro Júlio César fez ótima partida e depois de uma semana que viu ser apresentado Renan, conseguiu justificar com ótimas defesas sua permanência como titular do gol corintiano.

Conheça o aplicativo Torcida Virtual e coloque o seu time em 1º no ranking

AE
Atacante Willian marcou os dois gols do Corinthians
O atacante Emerson, que atuou por 25 minutos, não conseguiu dar a cambalhota que havia prometido caso marcasse contra o ex-clube. Antes do jogo, foi cumprimentado por quase todos os jogadores do Fluminense, menos Fred, seu principal desafeto no atual elenco do time carioca.

O Corinthians fica agora duas semanas sem entrar em campo. Por conta do adiamento do jogo da quinta rodada contra o Santos do dia 19 de junho para 10 de agosto, os comandados de Tite só voltam a jogar no dia 26, contra o São Paulo, no Pacaembu. Nesta data o meia Alex já terá condições legais de estrear.

Já o Fluminense, com seis pontos em quatro jogos, volta a jogar no próximo sábado, dia 18, contra o Bahia no Engenhão. Para esta partida, Abel Braga espera contar com retornos de Araújo e Rodriguinho, lesionados.

O Fluminense terá de esperar agora o segundo turno do Brasileirão para interromper um longo tabu que o Corinthians ostenta desde 2005 contra o clube carioca. De lá para cá são agora 12 jogos sem vitória do Flu em confrontos com o Corinthians. O último triunfo do Fluminense neste duelo aconteceu em 2005.

O jogo
Com a mesma formação tática que empatou com o Flamengo, há uma semana, o Corinthians iniciou o jogo contra o Fluminense no Pacaembu. E com os três atacantes – Jorge Henrique, Liedson e Willian – a equipe da casa foi superior em todo o primeiro tempo.

Para contribuir com a boa performance do trio ofensivo, Danilo, que completou 32 anos no sábado e escolhido por Tite para o ser o capitão neste jogo, fez um início de jogo muito bom. Com a cadência que lhe característica, o meia controlou bem as jogadas e assim, depois de uma jogada conduzida por ele no lado esquerdo do campo de ataque corintiano, que saiu o primeiro gol corintiano.

Aos seis minutos, marcado por dois adversários, Danilo deu um drible curto em Mariano e cruzou na medida para Willian, que mesmo com seus

Aos 23 minutos, na melhor chance do Fluminense na primeira etapa, Fred recebeu bom lançamento na entrada da área e em condição legal, demorou muito para se decidir antes de se ser desarmado por Fábio Santos. Na sequência, em escanteio cobrado por Conca, Gum subiu mais alto que a defesa corintiana e cabeceou firma no canto. Júlio César foi muito bem e fez ótima defesa.

Aos 28 minutos, quando o Fluminense tratava de equilibrar as ações no jogo, o Corinthians alcançou seu segundo gol após na nova falha de Ricardo Berna. Paulinho chutou de longe e o goleiro espalmou mal para o meio da área. Foi quando Liedson se posicionou para chutar e foi agarrado por Leandro Euzébio. Pênalti claro e cartão amarelo para o zagueiro. Aos 30, Willian cobrou bem, forte no canto direito de Berna e ampliou o placar.

O gol esfriou o Fluminense, que conseguiu chegar apenas nas bolas paradas. Abel Braga ainda foi forçado a efetuar uma mudança no primeiro tempo. Deco sentiu uma lesão aos 35 minutos e deixou o gramado para dar lugar a Marquinho. O meia, formado pelo Corinthians na década de 90 antes de ir para a Europa, foi muito vaiado pela torcida corintiana.

Após o intervalo, Abel Braga tentou dar nova cara ao Fluminense e sacou o volante Edinho para dar lugar ao meia Souza, muito vaiado pelos corintianos por conta dos seu passado são-paulino.

A mudança surtiu efeito no início da segunda etapa. Logo aos dois minutos, em cobrança de falta, Souza obrigou Julio César a fazer boa defesa. Logo depois, aos quatro, Souza aproveitou cruzamento e chutou forte para o goleiro corintiano fazer nova boa defesa.

O Corinthians, acuado, não viu a cor da bola nos primeiros 10 minutos do segundo tempo. Aos 12 minutos, Conca dominou na entrada da área e chutou forte no canto. Júlio César, mais uma vez, foi exigido a fazer outra defesa difícil. O Corinthians só levou perigo aos 14 minutos, com um chute de Jorge Henrique de fora da área.

Sentindo o bom momento da sua equipe, Abel Braga fez outra alteração aos 17 minutos do segundo. Rafael Moura entrou no lugar de Tartá, que fazia péssima partida. Com duas referências no ataque – Fred e Rafael Moura – o Fluminense passou a abusar dos cruzamentos na área.

No Corinthians, aos 20 minutos, Tite promoveu a alteração que as duas torcidas esperavam. Liedson, cansado após correr bastante, deu lugar a Emerson. Aplaudido pelos corintianos e xingado pela minoria que torcia pelo Fluminense, “Sheik” entrou em campo.

E o cartão de visitas do atacante ao torcedor do Pacaembu foi uma linda jogada aos 28 minutos. Ele arrancou do campo do Corinthians em velocidade, entrou na área, driblou Ricardo Berna, mas perdeu o controle da bola antes de cruzar para Willian. Leandro Euzébio acabou interceptando o passe.

Bem postado na defesa, o Corinthians conseguiu controlar o Fluminense até o final do primeiro tempo. Tite ainda sacou Jorge Henrique para dar mais poder de marcação no meio campo com Ramírez. O atacante, que renovou contrato por mais três com o clube nesta semana, foi ovacionado pela torcida, mesmo tendo feito uma partida regular.

Já aos 42 minutos, com o placar garantido, Tite trocou Willian por Morais e assim passou a esperar o apito final. O Corinthians segue invicto no Brasileirão com três vitórias e um empate.

FICHA TÉCNICA – CORINTHIANS 2 x 0 FLUMINENSE
Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data: 12 de junho de 2011, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Marcio Chagas da Silva (RS)
Auxiliares: Julio Cesar Rodrigues Santos e Marcelo Bertanha Barison (ambos do RS)
Cartões Amarelos: Danilo, Paulinho (COR); Leandro Euzébio, Souza (FLU), Rafael Moura (FLU)
Renda: R$ 575.168,00
Público: 18.400 pagantes
Gols: Willian, aos 6 e aos 30 minutos do 1º tempo

Corinthians: Julio Cesar, Welder, Wallace, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Willian (Morais), Jorge Henrique (Ramírez)e Liedson (Emerson). Técnico: Tite.

Fluminense: Ricardo Berna; Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Júlio César; Edinho (Souza), Valencia, Deco (Marquinho) e Conca; Tartá (Rafael Moura) e Fred Técnico: Abel Braga