Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

William causa ciúme na diretoria e pede demissão no Corinthians

Ex-capitão se indispôs com diretores de futebol e deixou o cargo de gerente, com menos de um mês na função

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Menos de um mês depois de assumir a gerência de futebol do Corinthians, o ex-capitão William pediu demissão do cargo. Alegando que já tinha dado sua contribuição neste curto período de turbulência pelo qual o clube passou após a eliminação na Libertadores, William apresentou sua saída à diretoria nesta quarta-feira.

O principal motivo que levou William a tomar a decisão foi a frustrada negociação do volante Willian Magrão com o Corinthians e a informação dada pelos dirigentes do Grêmio de que William havia sido desautorizado de prosseguir as negociações com o clube gaúcho. Foi ele que se reuniu com o jogador, seu empresário Jorge Machado e os diretores gremistas para tratar da negociação.

A posição de William de tomar a frente nestas negociações causou ciúme entre os diretores de futebol do clube Roberto de Andrade e Duílio Monteiro Alves, contrários à contratação de Magrão. Sem apoio da própria cúpula corintiana, William preferiu deixar o clube.

Logo após a reunião, ainda sem falar com os jornalistas, William postou no Twitter os motivos de sua saída do clube. "Boa tarde! Infelizmente saí do Timao. Incompatibilidade de pensamentos e da forma de trabalhar me fizeram optar por seguir minha vida fora", escreveu o ex-jogador e agora ex-dirigente corintiano. Ele disse ainda no microblog que ficou feliz com a experiência de ter trabalhado como dirigente e que está retomando os planos de passar um período na Europa, para estudar inglês.

Futura Press
William e Tite conversam durante um treino do Corinthians no CT Joaquim Grava

O ex-capitão corintiano foi apresentado na função de gerente de futebol no dia 6 de fevereiro. O convite do presidente Andrés Sanchez para que ele começasse a trabalhar na direção do futebol do clube neste ano já havia acontecido em setembro de 2010, quando ele havia decidido se aposentar ao final da temporada. Porém, os planos de fazer intercâmbio na Europa e de abrir uma empresa de consultoria financeira em São Paulo o fizeram recusar o convite na época. A eliminação na Libertadores e a "vontade de ajudar os antigos companheiros", nas próprias palavras dele, o fizeram aceitar o desafio.
 

Leia tudo sobre: CorinthiansWilliamCampeonato Paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG