Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Wenger reclama de cansaço e pede união para recuperar o Arsenal

Criticado após série de tropeços da equipe, técnico francês culpa viagens pelo desgaste físico e promete volta por cima

Gazeta |

Após uma das piores semanas de sua história, o Arsenal busca recolher os cacos para conseguir reagir no final da temporada e evitar novos desastres para o torcedor. Criticado pelos ingleses, o técnico Arsene Wenger vem sendo apontado como um dos principais responsáveis pela crise que se instaurou no Emirates Stadium, mas pediu para que seu time permaneça unido na disputa das próximas competições.

Na quarta-feira, o Arsenal viajou até Milão, onde foi goleado por 4 a 0, pelo Milan. Praticamente eliminado da Liga dos Campeões, a equipe visitou o Sunderland, pela Copa da Inglaterra, no último sábado, e foi novamente derrotado (e eliminado), desta vez por 2 a 0.

Leia ainda: Arsenal perde para o Sunderland e é eliminado da Copa da Inglaterra

Insatisfeito com a sequência de jogos a que seu time foi submetido, o técnico Arsene Wenger culpou o cansaço pelos resultados negativos que foram acumulados nesta semana e procurou justificar as falhas apresentadas durante a última partida.

"Nós estávamos focados e procuramos aprimorar nossa performance ao longo deste jogo. Nós demos tudo que ainda restava em nossas pernas. Foi um jogo muito difícil. Nós tivémos que lidar com o cansaço da longa viagem do meio da semana e jogamos fora de casa, contra uma torcida muito fanática", destacou o treinador francês.

Blog God Save the Ball: Tudo sobre o futebol inglês

Mesmo com as diversas críticas que vêm sendo feitas ao seu trabalho, Wenger se mostrou tranquilo no comando do Arsenal e cobrou um apoio maior dos adeptos de seu clube. Segundo o técnico, o time só conseguirá superar o momento ruim vivido nesta temporada com total união entre os jogadores, diretoria e torcida.

"Nós temos que levar as críticas aos dirigentes e nos manter juntos. Existe apenas uma resposta para tudo isso e é a manutenção da união do grupo. Precisamos lutar e focar no próximo jogo no campeonato. Além disso, temos uma pequena chance de avançar na Liga dos Campeões e vamos fazer um grande jogo no próximo sábado (pelo Inglês)", finalizou.

Leia tudo sobre: ArsenalInglaterrafutebol mundialArsene Wenger

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG