Tamanho do texto

Como segundo de sua chave, clube inglês pegará um dos primeiros colocados dos grupos, exceto compatriotas

Grande favorito à liderança do grupo H da Liga dos Campeões da Europa, o Arsenal teve que se contentar com a segunda colocação, e acabou atrás do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Na última quarta-feira, a equipe inglesa venceu o Partizan por 3 a 1, no estádio Emirates. Porém, os adversários chegaram a empatar o jogo no segundo tempo, o que provocou apreensão no técnico Arséne Wenger.

"Nunca estive realmente nervoso. Preocupado sim, porque não se pode dizer o contrário quando se está 1 a 1. Mas senti que tínhamos tudo para marcar e o nosso adversário caiu fisicamente nos últimos 20 minutos. Estive sempre confiante na classificação, mas nunca se pode ter a certeza", explicou o francês.

Para Wenger, o Arsenal não conseguiu penetrar na defesa adversária conforme geralmente faz, e isso acabou prejudicando a qualidade da partida.

"Foi um jogo de baixo nível, sobretudo porque nunca conseguimos encontrar e criar espaços no ataque. O Partizan defendeu muito bem e tentou nos pressionar o quanto podia. Simplesmente, não tivemos o ritmo habitual", admitiu.

Classificado para as oitavas de final, o Arsenal agora espera o sorteio da Uefa para saber o seu adversário. Como segundo do grupo, o clube inglês pegará um dos primeiros colocados dos grupos, exceto o Chelsea, o Manchester United e o Tottenham, seus compatriotas.

"É difícil prever onde podemos chegar. A partir das oitavas de final é uma competição totalmente diferente. É uma taça. Até agora tratou-se de um campeonato, mas daqui para a frente temos de dar tudo ao longo de 180 minutos", pediu enger.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.