Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Wellington Paulista diz que está surpreso por ficar na reserva

Por causa da carência de um camisa 9, atacante diz que chegou ao Palmeiras achando que seria titular

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

Após chegar como a salvação dos problemas de Felipão e encerrar a busca pelo camisa 9 no Palmeiras , Wellington Paulista mostrou surpresa por não começar como titular. O atacante reconheceu que chegou com a cabeça de quem já teria a vaga assim que chegasse.

“Eu fiquei surpreso. Eu vim aqui para já jogar, pronto para jogo. Mas a gente tem que respeitar o Felipão pelo o que ele fez pelo Palmeiras. Agora é só esperar pela a chance. A escalação sempre pertenceu a ele e sabemos que é muito difícil escalar uma equipe. Ainda mais que ele já tem um time montado e que está dando certo”, disse Wellington Paulista.

Comemorando 28 anos nesta sexta-feira, Wellington afirmou que espera de presente a vaga de titular diante do Santo André, apesar de já ter ouvido de Felipão que isso dificilmente acontecerá. Ele afirma que o jeito de convencer o comandante é mostrar que pode ajudar o Palmeiras durante os treinos.

AE
Na quinta, o time pega o Santo André no jogo de volta pelas oitavas da Copa do Brasil


Entrosado com Kleber por causa da boa passagem que ambos tiveram juntos no Cruzeiro, o camisa 9 afirmou que não tem problemas caso o treinador opte por escalar Wellington ao lado de outro atleta.

“Seria a mesma coisa, jogar com Kleber ou com qualquer outro que está no Palmeiras. Eu tenho a facilidade de me adequar ao que o treinador pede e ao jogador que está comigo. Eu já conheço o Kleber, claro que é mais fácil, mas eu quero procurar me adequar ao que for preciso”, completou o jogador, que revelou outras funções a não ser o que são feitas tipicamente por um camisa 9.

“Eu não sou o típico 9, nem tenho porte físico para isso. Acostumei a jogar assim no Botafogo. Quando eu subi para o profissional me colocaram, como atacante, no Santos eu joguei como atacante, mas no Botafogo joguei centralizado com o Cuca. Foi lá que eu aprendi”, disse Wellington.

Leia tudo sobre: palmeiraswellington paulista

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG