Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Wellington Nem é o jogador que mais se valorizou no Brasileirão

Jogador do Figueirense aumentou valor dos direitos em 1900% segundo estudo. Neymar é o mais caro

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

Se por um lado o Vasco é o time da Série A que mais se valorizou em 2011 mesmo sem título do Brasileiro, Wellington Nem pode comemorar o fato de ter sido o atleta mais valorizado no país nesta temporada, com uma alta estimada pela Pluri Consultoria em 1900%, mesmo com o Figueirense , sua equipe, ter ficado fora da Libertadores. Ou seja, seu futebol que antes era avaliado em cerca de R$ 700 mil, hoje, tem o valor de R$ 14,6 milhões.

Em valores absolutos, o jogador que mais teve valorização foi Leandro Damião . O atacante do Internacional está R$ 14,6 milhões mais caro do que estava no início da temporada. Dedé , zagueiro do Vasco , vem logo em seguida, com uma soma de R$ 14,2 milhões no seu valor. Paulinho , volante do Corinthians , é outro destaque, com crescimento de R$ 12,4 milhões.

AE
Wellington Nem, do Figueirense, venceu o prêmio de revelação do Brasileiro
Neymar , do Santos , segue sendo o atleta mais caro, com seu passe avaliado em cerca de R$ 121 milhões. Sua valorização, no entanto, foi de “apenas” R$ 8,5 milhões. Damião é o segundo da lista, com o valor estipulado em R$ 55 milhões. Lucas , do São Paulo , completa o pódio, com os direitos estipulados em R$ 48,2 milhões.

Por já terem um alto valor estipulado antes mesmo do Brasileiro começar, Neymar e Lucas acabam ficando na parte de baixo na tabela na hora de comparar a valorização antes e depois do início do Nacional, como é possível observar na tabela abaixo.

Jogador Antes do BR Depois do BR Aumento em R$ Aumento em %
W. Nem (FIG)  R$ 700 mil R$ 14,6 milhões  13,9 milhões  1900
B. Cortês (BOT)  R$ 700 mil R$ 7,3 milhões  6,6 milhões  900
Osvaldo (CEA)  R$ 700 mil R$ 6,1 milhões  5,4 milhões

 733

Bernard (ATM)  R$ 700 mil R$ 4,8 milhões  4,1 milhões  567
Allan (VAS)  R$ 1,2 milhão R$ 4,9 mihlões  3,7 milhões  300
Rômulo (VAS)  R$ 4 milhões R$ 15,7 milhões  11,7 milhões  282
Bernardo (VAS)  R$ 2,5 milhões R$ 7,2 milhões  4,9 milhões  200
Dedé (VAS)  R$ 7,1 milhões R$ 21,1 milhões  14,2 milhões  193
Paulinho (COR)  R$ 9 milhões R$ 21,4 milhões  12,4 milhões  138
Mariano (FLU)  R$ 3,6 milhões R$ 8,5 milhões  4,9 milhões  133
M. Fernandes (GRE)  R$ 3,6 milhões R$ 8,5 milhões  4,9 milhões  133
Fagner (VAS)  R$ 4,8 milhões R$ 9,7 milhões  4,9 milhões  100
Ralf (COR)  R$ 9,6 milhões R$ 15,7 milhões  6,1 milhões  62,5
Elkesson (BOT)  R$ 8,4 milhões R$ 13,3 milhões  4,9 milhões  57,1
Montillo (CRU)  R$ 14,5 milhões R$ 22,6 milhões  8,1 milhões  55
Leandro Damião (INT)  R$ 41,1 milhões R$ 55,7 milhões  14,6 milhões  35,3
Oscar (INT)  R$ 26,5 milhões R$ 33,8 milhões  7,3 milhões  27,3
Danilo (SAN)  R$ 25,2 milhões R$ 31,3 milhões  6,1 milhões 23,8
Lucas (SPO)  R$ 42,7 milhões R$ 48,3 milhões  5,6 milhões  13
Neymar (SAN)  R$ 112,3 milhões R$ 120,8 milhões  8,5 milhões  7,5

Outros nomes merecem destaque pela valorização em relação ao início da temporada. Bruno Cortes , lateral esquerdo do Botafogo , de 24 anos, teve uma valorização de R$ 6,6 milhões, o que significa 900%. Osvaldo , atacante do Ceará , foi valorizado em 733,3%, e Bernard , do Atlético-MG , teve seu valor aumentado em 566,7%.

“Em resumo, caímos sempre no mesmo ponto: quem tem melhor gestão também tem melhor poder de barganha, controla melhor a ansiedade, e vende seus jogadores, se for necessário, por um preço mais alto”, afirma o documento assinado pelo especialista Fernando Pinto Ferreira.

Leia tudo sobre: wellington nemleandro damiãoneymarfigueirensesantossão paulocorinthianspalmeirasvascoflamengo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG