Meio-campista do São Paulo também quer tentar fazer seu gol e dar dor de cabeça ao Flamengo

Destaque do São Paulo no início do Brasileirão, o volante Wellington está confirmado para a partida de quarta-feira, contra o Flamengo , no Rio de Janeiro. Com a saída do zagueiro Miranda para o futebol europeu, o volante herdou a camisa 5 que foi do defensor desde 2006. Pensando no seu novo número, o jovem de apenas 20 anos quer repetir o feito do ex-são-paulino e sabe da história que a vestimenta carrega.

Siga o iG São Paulo no Twitter

"A história dela (camisa 5) é enorme. Grandes jogadores usaram, como Lugano e Miranda. Só espero ter a mesma capacidade de fazer história e ir bem com o novo número", disse Wellington, agradecendo a confiança que Carpegiani tem depositado no seu futebol. "Estou preparado, venho trabalhando para isso, para ter essa responsabilidade. Fico feliz pela confiança, vou fazer meu trabalho e vamos conseguir os três pontos", avaliou.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e convide seus amigos

Wellngton foi bastante elogiado no jogo de estreia, quando praticamente anulou o argentino Conca na vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense. Questionado sobre como será a marcação sobre Ronaldinho Gaúcho no Engenhão, o atleta disse que não pensou numa maneira específica de parar o craque rubro-negro.

"Estou tranquilo quanto a isso. Estou pensando na partida, no momento do nosso time. Tenho objetivos e eu sonhava sim em jogar com o Ronaldinho. Não em marcá-lo, mas sim jogar do lado dele. Mas vou dar meu melhor contra ele. Vou procurar fazer meu trabalho. O Ronaldinho é um ídolo, diferenciado, e se eu puder marcar, vou fazer meu melhor", disse o camisa 5.

Wellington sabe também que não pode ficar restrito à marcação. O jovem são-paulino pretende também dar trabalho aos marcadores do Flamengo em uma possível subida para o ataque. "São grandes jogadores, procuro me concentrar e descansar para entrar com a cabeça boa em campo e também para dar dor de cabeça para eles. Eu também posso sair para o jogo tentar fazer gol, então eles têm que me marcar", finalizou o volante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.