Com hiperglicemia, atacante conversa com médicos, dirigentes e familiares e desiste de renovar com o Flu

O atacante Washington negou que esteja com problemas graves de saúde
undefined
O atacante Washington negou que esteja com problemas graves de saúde
Após conviver com um problema cardíaco nos últimos seis anos dos 17 de sua carreira profissional, Washington preferiu o descanso a renovar seu contrato com o Fluminense por mais uma temporada. Apesar de ter iniciado a pré-temporada normalmente com o restante do grupo e ter deixado praticamente acertada as bases contratuais para a renovação de seu contrato, o atacante conversou com médicos, familiares e dirigentes e deve anunciar nesta quinta-feira em entrevista coletiva, em Mangaratiba, sua aposentadoria do futebol. No entanto, a diretoria do clube desconhece o assunto e ignora a decisão do jogador.

Diabético, Washington apresentou nos últimos dias um quadro de hiperglicemia, aumento do nível de glicose no sangue. O problema levou o novo clínico-cardiologista do clube, Celso Barros, o filho, a procurar o Doutor Constantini, médico do jogador, para saber até que ponto seria arriscado o atacante seguir atuando como jogador profissional.

Constantini disse que o problema devia ser controlado assim como a questão cardíaca, mas que era bom ter muito cuidado com a questão da glicemia. Embora acredite que a diabete desregulada é perigosa para qualquer ser humano, em atividade ou não, o Constantini afirmou que do ponto de vista médico o atacante se apresenta bem, mas que a decisão fora uma opção dele.

Além do Fluminense, clube pelo qual o atacante mais se identificou, Washington defendeu Caxias, Internacional, Ponte Preta, Paraná, Fenerbahçe, Atlético-PR, Verdy Tokyo, Urawa Reds (JAP) e São Paulo. Pela Seleção Brasileira, o atacante atuou dez vezes e marcou três gols. Curiosamente, os melhores momentos de sua carreira aconteceram com a camisa do Fluminense, com a o vice-campeonato da Libertadores em 2008 e o título brasileiro de 2010.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.