Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Voto dos eliminados determinará escolhas das sedes 2018 e 2022

Vencedor deve ter mais de 50% dos votos. Confira os membros que irão escolher os locais das Copas do Mundo nesta quinta-feira

EFE |

A escolha do países sede das Copas do Mundo de 2018 e 2022 dependerá da recuperação dos votos das candidaturas que caírem nas primeiras rodadas, dado que será descartado se alguma delas obtiver a maioria absoluta na votação inicial.

A candidatura vencedora deverá receber pelo menos 11 votos, já que o regulamento da Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados) estipula que o aspirante eleito para receber a Copa do Mundo deve contar com uma maioria absoluta no Comitê.

Se na primeira votação nenhuma candidatura obtiver mais da metade dos votos, ocorrerá a eliminação do país que tiver menos, e assim sucessivamente até que só fiquem dois projetos em disputa.

Confira abaixo os 22 membros do Comitê Executivo da Fifa com direito a voto na eleição:.

Presidente:
Joseph Blatter (Suíça)

Primeiro vice-presidente: Julio Grondona (Argentina)

Vice-presidentes: Issa Hayatou (Camarões), Chung Mong Joon (Coreia do Sul), Jack Warner (Trinidad e Tobago), Ángel María Villar (Espanha), Michel Platini (França), Geoff Thompson (Inglaterra)

Demais membros: Michel D'Hooghe (Bélgica), Ricardo Teixeira (Brasil), Mohamen Bin Hamman (Catar), Senes Erzik (Turquia), Chuck Blazer (EUA), Makudi Worawi (Tailândia), Nicolás Leoz (Paraguai), Junji Ogura (Japão), Marios Lefkaritis (Chipre), Jacques Anouma (Costa do Marfim), Franz Beckenbauer (Alemanha), Rafael Salguero (Guatemala), Hany Abo Rida (Egito), Vitaly Mutko (Rússia)

Leia tudo sobre: copa do mundofutebolfutebol internacional

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG