Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Votação de incentivos ao Fielzão deve acontecer na próxima semana

Vevereadores Aurélio Miguel e Adilson Amadeu obtiveram vistas ao projeto, o que adiou o processo

Gazeta |

O projeto de lei do prefeito Gilberto Kassab para liberar incentivos fiscais na construção do estádio do Corinthians deve ser votado apenas na próxima semana. Os vereadores Aurélio Miguel (PR) e Adilson Amadeu (PTB) obtiveram vistas ao projeto.

Nesta terça-feira, pouco depois de o presidente corintiano, Andrés Sanchez, ter ido à Câmara na tentativa de convencer os vereadores a aprovarem o projeto, uma primeira audiência pública foi realizada para discussão do assunto, mas os trâmites foram interrompidos pelos pedidos de vistas.

Uma nova audiência pública está marcada para sexta-feira, mas a previsão para a primeira das duas votações obrigatórias é terça-feira. O líder do Governo na Câmara, Roberto Tripoli, conseguiu diminuir o intervalo entre as duas audiências para votação de dez para cinco dias.

A ala favorável à aprovação tem pressa porque o Corinthians precisa apresentar as garantias financeiras à Fifa até o dia 12 de julho. Os incentivos fiscais representariam grande parte do investimento - o resto será levantado com empréstimo do BNDES. Sem as garantias, a cidade de São Paulo não receberia a abertura do Mundial.

Entenda o projeto
Por meio da construtora Odebrecht, o clube receberá os incentivos fiscais em CIDs (Certificado de Incentivo ao Desenvolvimento), títulos que totalizarão R$ 420 milhões e poderão ser vendidos no mercado, com deságio (valor inferior) de 20%, em vez de serem usados para pagar impostos futuros após a obra concluída.

Leia tudo sobre: Corinthianscopa 2014fielzão

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG