Jogador quase se transferiu para clube paulista, mas torcedores protestaram e diretoria desistiu do negócio

O volante Richarlyson quase trocou o Atlético-MG pelo Palmeiras no início de 2012. Mas a torcida do time paulista protestou e logo o nome do jogador deixou de fazer parte da lista de reforços. Focado no Atlético-MG, Richarlyson falou sobre o episódio e se mostrou incomodado com a perseguição por conta de sua vida pessoal.

Leia também: Escudero chega a Belo Horizonte para assinar com o Atlético-MG

Richarlyson pediu para que os torcedores parem de se preocupar com o que ele faz fora dos gramados. "É engraçado, ninguém contesta outras coisas que não têm o nome do Richarlyson, mas estou acostumado. Importante é que a minha família, pessoas do clube gostam de mim como eu sou, vamos parar com isso", desabafou o volante em entrevista à Rádio Itatiaia.

Veja também: Atlético-MG anuncia jogo-treino com novidades

O jogador disse que já está acostumado a esse tipo de situação, já que passou por algo semelhante no São Paulo. "Já vivi isso em 2005, em 2012 volta isso de novo, vamos botar a bola para frente, parar com isso, respeitar a pessoa independente da opção sexual, do credo, da religião. Ela trabalhando, dando o seu máximo, é o que interessa", disse.

Felipão teria feito elogios a Richarlyson, o que deixou o jogador satisfeito. "Fiquei muito feliz e satisfeito de saber que um treinador com o gabarito do Felipão fez 'N' elogios para mim. Isso que me faz pensar, continuar trabalhando e dar o melhor em campo", concluiu o jogador do Atlético-MG.

Entre para a torcida virtual do Atlético-MG e comente as declarações de Richarlyson

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.