João Vitor foi abordado em frente ao Palestra Itália e teve de ser levado para o hospital

O volante João Vitor foi agredido nesta terça-feira por torcedores do Palmeiras . O jogador, que se recupera de lesão, estava próximo da loja oficial do clube, em frente ao Palestra Itália, na zona oeste de São Paulo, quando foi reconhecido por torcedores. Acompanhado de dois amigos, o jogador pretendia comprar camisas oficiais do Palmeiras.

Veja também : Após agressão a colega, jogadores do Palmeiras adiam viagem

Segundo informações de testemunhas, o jogador foi reconhecido e agredido com golpes na boca por cerca de 15 vândalos. Pedaços de madeira foram encontrados no local pela polícia. Os agressores ainda não foram localizados.

Palmeiras é o 9º colocado. A classificação completa do Brasileirão

A Polícia Militar mandou duas viaturas para o local da agressão e levou o volante para o CT do clube. Funcionários o encaminharam para o Hospital São Camilo, também na zona oeste. Ainda não há registro de boletim de ocorrência, mas o caso deve ser encaminhado para o 23º DP, no bairro de Perdizes.

Confira a ficha técnica de João Vitor

O jogador não está relacionado para a partida de quarta-feira, contra o Flamengo, porque se recupera de lesão. O Palmeiras ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

O ex-atacante Ronaldo publicou em seu Twitter um desabafo: "É um absurdo o que aconteceu com o jogador João Vitor do Palmeiras!! Mais que minha solidariedade, minha indignação com a agressão sofrida. Enquanto ninguém for preso, julgado e condenado, agressões a jogadores de times de futebol não irão acabar".

Leia mais: Ronaldo "Fenômeno" se irrita com agressão a palmeirense

Triste rotina

De fato, agressões e ameaças a jogadores ou integrantes da comissão técnica têm se somado no Palmeiras nos últimos anos. O técnico Vanderlei Luxemburgo foi agredido por integrantes de uma facção em 2008, no aeroporto de Congonhas. Ao sofrer uma queda na confusão, o treinador quebrou um braço.

No ano seguinte, o atacante Vágner Love foi abordado no estacionamento de uma agência bancária próxima ao Palestra Itália e também acabou agredido.

Do atual elenco, o volante Marcos Assunção e o atacante Luan também viveram maus bocados. O primeiro discutiu asperamente com membros da facção durante viagem a Porto Alegre. Já Luan chegou a ter o carro atingido por um coquetel molotov.

Entre para a Torcida Virtual do Palmeiras e comente a agressão a João Vitor

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.