Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Volante De Rossi renova com a Roma por 5 anos

Equipes como Real Madrid e Manchester City tinham interesse em contar com o atleta de 28 anos

EFE |

O volante italiano Daniele De Rossi, campeão do mundo com a seleção italiana em 2006, estendeu por cinco anos o contrato com a Roma, que se encerraria em junho deste ano, frustrando a expectativa de clubes como Real Madrid e Manchester City, que tinha interesse no jogador.

Leia mais: Ex-Flu, Marquinho é recebido por Totti e veste a camisa da Roma

"Chegamos a um acordo de cinco temporadas com De Rossi, a 5,5 milhões de euros (R$ 9,4 milhões) líquidos por ano, mais uma série de adicionais caso consiga disputar competições e alcançar outros objetivos", declarou o diretor esportivo da Roma, Franco Baldini.

Veja também: Líderes do Italiano empatam e mantêm disputa embolada

Segundo o dirigente, o novo contrato não prevê nenhuma cláusula de rescisão, o que abre as portas a uma possível transferência para outra equipe. Nesse caso, a Roma receberá 50% dos direitos de imagem do atleta. "Tem dois jogadores como Francesco (Totti) e eu, que se casaram muito bem com esta cidade e esta equipe, é significativo. Por disso, é muito difícil sair daqui", declarou De Rossi, que destacou que não foi apenas o coração que pesou na escolha de ficar na Roma.

E mais: Sem Hernanes, Lazio perde para Genoa

No entanto, a negociação com o clube da capital italiana foi muito longa, e em alguns momentos se chegou a pensar na saída do jogador de 28 anos. "Houve um momento no ano passado que sentia que o amor por parte dos torcedores tinha esfriado. Não em nível humano, mas profissional. Eu tenho que estar onde me queiram, sobretudo em minha casa, e por isso tinha começado a buscar novas soluções", explicou De Rossi.

O volante também revelou que houve uma participação importante do técnico Luis Enrique na decisão de permanecer na Roma. "Meu amor por esta equipe vai além de dirigentes e treinadores, mas Luis Enrique foi fundamental. Voltou a acender essa chama que todos os jogadores precisamos. É o melhor treinador com o qual estive, em nível tático e nas concentrações", revelou De Rossi, que defendeu a Roma em 377 partidas e marcou 46 gols.

Leia tudo sobre: romade rossiitáliafutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG