Em crise, time baiano resolveu apostar no experiente técnico para se recuperar e buscar o acesso

selo

Em crise na Série B do Campeonato Brasileiro e vindo de quatro derrotas consecutivas, a diretoria do Vitória acertou a contratação do técnico Vágner Benazzi. Ele finalizou os últimos detalhes da negociação nesta segunda-feira e chega com a missão de recolocar o time nos trilhos e brigar pelo acesso. A apresentação do novo técnico está marcada para esta terça.

O treinador chega para o lugar de Geninho, que foi demitido há duas rodadas. Nas últimas partidas, quem dirigiu o clube baiano foi o auxiliar-técnico Ricardo Silva. Funcionário de longa data do Vitória, o interino não conseguiu acertar a equipe e perdeu os dois jogos que fez no comando do clube. Caiu contra o Náutico, por 2 a 0, e para o Boa, por 1 a 0.

"O elenco é bom, mas se precisar de algumas peças o clube vai buscar. Na Série B, existe um equilíbrio muito grande, e vamos buscar uma sequência de bons resultados", comentou o novo treinador do Vitória.

Vágner Benazzi tem 57 anos e uma carreira repleta de acessos. Ele já subiu com Gama e Figueirense, no Brasileiro, e no Estado de São Paulo ainda acumula acessos com Portuguesa, União Barbarense, Taquaritinga e Sãocarlense nas divisões inferiores. O currículo de Benazzi tem também um bicampeonato catarinense com o Figueirense, em 2001 e 2003, além do título do Campeonato Cearense com o Fortaleza em 2005. Ele ainda acumula passagens por Avaí, Ponte Preta, Náutico, Paysandu e Vila Nova. Seu último trabalho foi no Bahia no primeiro semestre deste ano.

A sequência ruim do Vitória afastou o clube do G-4 e o deixou perto do rebaixamento. É o 13.º colocado, com 17 pontos, dois à frente do Guarani, o primeiro time dentro da zona da degola, e a seis do Náutico, quarto colocado e que hoje estaria com a última vaga na elite.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.