Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vitória começa Série B com interino e pressionado

O clube baiano busca a vitória logo na estreia para afastar a péssima fase que vive nos últimes meses

Gazeta Esportiva |

O Vitória vai jogar a Série B do Campeonato Brasileiro pela primeira vez desde 2007, mas, se daquela vez vinha em alta com o vice-campeonato da Série C, agora a situação é diferente: nos últimos meses, o rubro-negro foi rebaixado, perdeu o título do Campeonato Baiano para o Bahia de Feira em casa e trocou de treinador.

Geninho assumiu a bronca no lugar de Antônio Lopes, mas, antes de começar sua terceira passagem pelo clube, será o interino Ricardo Silva o responsável na estreia contra o Vila Nova, às 16h20 (Brasília), neste sábado, no estádio Barradão. Ele era o comandante do último momento de glória do Leão: o vice-campeonato da Copa do Brasil do ano passado.

A torcida esteve presente em alguns treinamentos ao longo da semana, demonstrando apoio, mas principalmente reclamando do mau rendimento recente.

"Eu vivi isso há 14 anos no Cruzeiro e não podemos fugir da pressão. A responsabilidade é de todos. Com minha experiência estou pronto para ajudar. Nunca deixei de ter essa responsabilidade. Enquanto eu estiver treinando e jogando, vou defender o grupo, sabendo o que tem que fazer", prometeu o experiente meia Geovanni, de 31 anos e passagens por Benfica (POR) e Barcelona (ESP).

Ricardo Silva deve mexer na equipe. O garoto Iuri entra na vaga do lateral esquerdo Eduardo Neto, machucado. A dupla de zaga será formada por Reniê e Léo Fortunato, pois Alison cuida de problemas particulares. Seu pai está internado no Rio Grande do Norte. "Não pode chegar aqui com a cabeça pensando no pai", afirmou.

A mudança mais significativa, porém, é a troca do meia Nikão, grande destaque do time no Baiano, pelo atacante Neto Baiano. Ele começou o ano como titular, mas foi barrado por Antônio Lopes após más atuações e coloca a culpa em problemas pessoais já resolvidos.

"Vou assumir essa responsabilidade mesmo. Não erramos individualmente e sim o grupo. O torcedor tem que cobrar, pois a obrigação era ganhar o Baiano", justificou o atacante.

Também de técnico novo, o Vila Nova contratou para a competição. Jogadores como os zagueiros Ben-Hur e Augusto farão sua estreia. O meia Luiz Fernando, eleito o melhor da posição no Campeonato Mineiro, também pode aparecer em campo.

O desfalque de Heron Ferreira é o volante Vitor Rossini com dores no pé. Ele não participou das atividades durante a semana e está no departamento médico. O comandante precisa escolher dois volantes entre Juninho, Pereira, Adilson e Ricardinho.

Desde 2005, quando bateu o Ituano por 4 a 3, o Vila Nova não começa uma Série B com vitória. Neste período, foram três derrotas e um empate.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA X VILA NOVA-GO

Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Horário: 16h20 (Brasília)
Data: 21 de maio de 2011
Árbitro: Devarly Lira do Rosário (ES)
Assistentes: José Maciel Linhares (ES) e Vanderson Antonio Zanotti (ES)

VITÓRIA: Douglas; Nino Paraíba, Reniê, Léo Fortunato e Iuri; Esdras, Uelliton, Mineiro e Elkeson; Geovanni e Neto Baiano
Técnico: Ricardo Silva (interino)

VILA NOVA-GO: Michel Alves; Henrique, Augusto e Ben-Hur; Luizinho, Juninho (Adilson), Pereira (Ricardinho), Paulo César e Éder Lima; Roni e Betinho
Técnico: Heron Ferreira

Leia tudo sobre: série b 2011vitoriavila nova

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG