Clube baiano vai a 47 pontos, três abaixo do Americana, último clube atualmente na zona de acesso à primeira divisão

Terceiro colocado da Série B do Campeonato Brasileiro, o Náutico foi surpreendido neste sábado pelo Vitória , que ocupa zona intermediária da classificação, mas ainda sonha com o acesso à elite do futebol nacional. Em casa, o time de Salvador superou o rival pernambucano por 3 a 2.

Com o resultado positivo, depois da derrota para a líder Portuguesa na rodada passada, o Vitória vai a 47 pontos, três abaixo do Americana, último clube atualmente na zona de acesso à primeira divisão. Por sua vez, o Náutico permanece com 53 pontos, ainda na terceira posição.

O placar do Barradão foi movimentado pela primeira vez pelo Vitória, com Fábio Santos, aos 21 minutos. Rogério respondeu para o Náutico e empatou passados seis minutos do intervalo, porém o time da casa não acusou o golpe, e Marquinhos comandou a reação com dois gols, aos 13 e aos 18 minutos do segundo tempo. Rogério fez outro e diminuiu a vantagem, mas parou por aí.

Restando agora sete rodadas para o término da competição nacional e tendo que tirar mínimo de três pontos de diferença para alcançar a zona de acesso à Série A, o oitavo colocado Vitória volta a campo no sábado para visitar o Boa. No mesmo dia, o Náutico encara o Sport, em casa.

FICHA TÉCNICA - VITÓRIA 3 X 2 NÁUTICO

Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 22 de outubro de 2011 (sábado)
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Assistentes: Francisco Pereira de Souza (RJ) e Antônio de Souza Parreão (TO)
Cartões amarelos: Preto (Vitória); Peter e Lenon (Náutico)
Gols: VITÓRIA: Fábio Santos, aos 21 minutos; Marquinhos, aos 13 e aos 18 minutos do segundo tempo
NÁUTICO: Rogério, aos seis e aos 42 minutos do segundo tempo

VITÓRIA: Douglas; Nino, Jean, Gabriel Paulista e Fernandinho; Uellinton, Gilberto (Renan Silva), Preto e Geovanni; Marquinhos (Lúcio Flávio) e Fábio Santos (Neto Baiano)
Técnico: Vagner Benazzi

NÁUTICO: Gledson; Peter, Marlon, Ronaldo Alves e Eduardo Ramos; Everton, Lenon, Nilson (Rogério), Elton (Paulo Sérgio) e Philip (Auremir); Kieza
Técnico: Waldemar Lemos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.