Médico Paulo Rabaldo definiu caso como "dificuldade respiratória" e jogador passa bem

Gazeta Press
Vilson marcou gol contra o Caxias, a sua última partida pelo Grêmio
Um susto marcou o treino do Grêmio na manhã deste sábado. O zagueiro Vilson desmaiou no gramado suplementar e ficou inconsciente por alguns segundos. Até ser levado a um hospital, provocou apreensão em todos que acompanhavam o animado trabalho no Olímpico.

A cena mobilizou os gremistas. O médico Felipe do Canto prestou o primeiro atendimento. Jogadores e seguranças carregaram o jogador até um carro do clube gaúcho, que o levou ao Hospital Mãe de Deus. O atleta, após fazer alguns exames, passa bem.

Em entrevista coletiva, o médico Paulo Rabaldo tratou de tranquilizar a todos:

"Vilson vinha gripado e com dificuldade respiratória. Com atividade física, as secreções ficam mais espasas. Teve dificuldades em respirar, só isso. É como se uma criança se engasgasse com chiclete. Felizmente agimos rápidos e evitamos que uma coisa simples virasse grave".

A participação do atleta na partida contra o Novo Hamburgo, domingo, pelo Gauchão, está praticamente vetada. Mas não por questões médicas ou físicas.

"Normalmente o hospital trata esta questão com remédios que são proibidos por serem considerados doping. Talvez por prudência ele seja retirado do grupo", explicou Paulo Rabaldo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.