Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Villas-Boas cobra apoio da diretoria para amenizar pressão no Chelsea

Treinador vem sido questionado por conta de uma série de resultados ruins à frente da equipe londrina

Gazeta |

Apontado como um dos piores times do Chelsea nos últimos anos, a equipe comandada pelo português André Villas-Boas vem sofrendo intensa pressão dos torcedores por acumular resultados ruins nas competições disputadas nesta temporada. Ciente de que seu emprego está em risco, o treinador do clube de Londres veio a público na última segunda-feira e cobrou apoio dos dirigentes que comandam o clube inglês.

Deixe sua mensagem e comente a notícia com outros torcedores

AP
André Villas-Boas fez questão de exaltar o resultado do Chelsea
"Meu trabalho é para este ano e para os próximos dois e eu tenho total apoio do presidente. No entanto, eu sei que essas palavras teriam um valor maior se viessem dos mandatários do time. Eu não posso ficar insistindo nelas. Mas, como a voz do clube, eu continuarei perpetuando esta mensagem, porque é o que eu acredito", destacou Villas-Boas.

Leia mais: Chelsea encara Napoli na Itália com Villas-Boas pressionado

Nesta terça-feira, o treinador terá outro importante compromisso no ano e um resultado adverso poderá ser crucial para que sua demissão do Chelsea seja oficializada. A equipe viajará até o estádio San Paolo, onde enfrentará o Napoli , pelo jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões. Uma vitória neste duelo será decisiva para que a equipe chegue mais tranquila para o próximo confronto, que será realizado em Stamford Bridge.

Terry se machuca e está praticamente fora do duelo desta terça-feira

Apesar de estar confiante em um resultado positivo e insistir no apoio da diretoria, a fase de Villas-Boas não é das melhores. Nesta terça-feira, o zagueiro e capitão do Chelsea, John Terry , sentiu dores e está praticamente cortado da partida diante do Napoli.

Além do jogo contra os italianos, o defensor inglês também poderá perder um amistoso da seleção de seu país na próxima semana. A partida em questão será contra a Holanda e marcará a realização do confronto que tinha sido cancelado após as manifestações dos londrinos que pararam a capital inglesa no ano passado.

Leia tudo sobre: futebol mundialinglaterrachelseajohn terry

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG