Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vídeo de Leandro em festa são-paulina revolta gremistas

Atacante do time gaúcho nunca escondeu que é torcedor da equipe paulista, onde já até integrou a organizada Independente. Assista ao vídeo abaixo

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237854260455&_c_=MiGComponente_C

Um vídeo postado na internet, neste domingo, está causando uma série de protestos por parte da torcida do Grêmio. Nele, o atacante Leandro, que está entregue ao departamento médico por conta de uma lesão, aparece em uma festa promovida pela torcida Independente, do São Paulo, no último sábado, na capital paulista.

"Faz 15 anos que eu visto a mesma camisa que vocês vestem aí. Passei por um monte de time, e o que mais dói é aguentar a galinhada", afirmou Leandro, ao microfone, na passagem mais polêmica do vídeo. A seguir, o atacante puxou um grito da organizada são-paulina.

Veja o vídeo

Em entrevista ao diário "Lance", Leandro considerou normal sua participação na festa, mesmo estando em recuperação de lesão. O atacante ainda pediu desculpas às torcidas de Grêmio e Corinthians, embora seja são-paulino assumido. "Aquilo foi coisa de momento, de torcedor. Estou no Grêmio, vou defender o Grêmio e morrer pelo Grêmio".

No entanto, as desculpas não devem ser aceitas. Em declaração ao site "ClicRBS", o presidente do Grêmio, Duda Kroeff, se diz arrependido de ter contratado Leandro no início do ano. A ideia do clube gaúcho é negociá-lo o quanto antes. Caso não haja interessados, o Tricolor deve dispensar o jogador e buscar um acordo que não seja financeiramente prejudicial aos cofres do Olímpico.

Um dos maiores salários do atual elenco do Grêmio, Leandro não chegou a fazer 20 jogos pelo clube em 2010. Contratado no início da temporada junto com Borges e Hugo, não atuou sequer dez vezes como titular, além de não ter marcado nenhum gol. Neste período, teve sequências de lesões e vários problemas extra-campo.

Dos três ex-jogadores do São Paulo, apenas Borges permanecerá no Estádio Olímpico para 2011. Igualmente com problemas de comportamento, Hugo foi negociado em agosto com o futebol do Oriente Médio.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG