Goleiro sofreu cinco gols do meia e conquistou apenas duas vitórias em 13 clássicos

nullNem no auge da carreira Victor conseguiu se livrar de uma pecha: não só fracassa como sofre gol de D'Alessando ao enfrentar o Internacional. Prestes a se repetir neste domingo, às 16h, no Olímpico, o confronto não preocupa embora incomode o goleiro do Grêmio , que passa por má fase no Brasileirão.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

Foi o resumo da coletiva de terça-feira. A cada pergunta sobre o desempenho negativo no Gre-Nal, o camisa 1 desviava o olhar. Falava pausadamente. E dividia a responsabilidade com os companheiros:

"Não jogo sozinho assim como o D'Alessandro também não. Se o retrospecto não é favorável é pelo momento do time. Futebol é coletivo".

Victor disputou 13 clássicos: são oito derrotas, três empates e duas derrotas. Sofreu, no total, 20 gols. Cinco deles foram de D'Alessandro, que atuou em oito jogos.

"Tenho 205 jogos pelo Grêmio. Meu trabalho não pode ser colocado à prova por três ou quatro partidas ruins. A titularidade não caiu no meu colo", defendeu ao explicar porque entende estar à frente do reserva Marcelo embora tenha falhado em cinco oportunidades.

É na manutenção do trabalho, que lhe rendeu o título de melhor goleiro do Brasil em 2008 e 2009, que Victor aposta recuperar a velha forma. Até porque nova falha pode significar a ida para o banco de reservas...

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.