Médico do Fluminense freia otimismo do meia de voltar em 45 dias e diz que toda previsão é sujeita a erro.

“Toda previsão é sujeita a erro”. Foi com essa frase que o coordenador médico do Fluminense , Victor Favilla, se esquivou de estabelecer prazos para as voltas de Deco , Emerson e Belletti, que desde o ano passado passam mais tempo no departamento médico do que em campo. O caso de Belletti é o mais simples e o jogador já deverá retornar aos treinos com bola na próxima semana. Já Deco e Emerson seguem sem previsão de retornar aos gramados e estão fora da estreia da Libertadores, contra o Argentino Juniors, dia 9 de fevereiro.

“Previsão é sujeito a erro. Não existe livro de medicina que estabeleça prazo para um atleta se recuperar. Por isso eu tenho como conduta de trabalho não me preocupar com a parte técnica e com as datas dos jogos, pois isso pode atrapalhar. Eu tento recuperar o atleta o mais rápido possível, mas sem atropelar as etapas da recuperação e sem estabelecer prazo”, explicou Victor Favilla.

Se Belletti, com tendinite nos tendões de Aquiles dos dois pés, deve ser o primeiro a voltar a treinador com o grupo já na próxima semana, os retornos de Emerson e Deco seguem indefinidos. Enquanto o primeiro já está em fase final de fisioterapia e será reavaliado semana que vem, o segundo ainda sente muitas dores e dificilmente terá condições de jogar na primeira fase da Libertadores.

“O Emerson realiza um trabalho traçado ainda na pré-temporada. Ele está evoluindo bem e na semana que vem faremos uma revisão mais detalhada clinicamente. O Deco também evolui bem, mas ainda senti dor. É cedo fazer uma previsão. A lesão dele não é muscular como um estiramento, é uma lesão diferente, no tendão. Qualquer previsão dá margem para erro”, disse Favilla, que freou o otimismo do jogador, que afirmou nesta segunda-feira em um programa de TV que voltaria em, no máximo, 45 dias.

“Pode ser que isso aconteça. Em 45 dias, é um prazo razoável para ele se recuperar, mas não dá para ter certeza”, concluiu o coordenador médico do Fluminense.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.