Tamanho do texto

Paulo César Silva comanda o futebol do time tricolor e diz que vai se afastar para preservar sua família

Jogador do Paraná não se conforma
Gazeta Press
Jogador do Paraná não se conforma
O vice-presidente do futebol do Paraná Clube, Paulo César Silva, está com as horas contadas no clubetricolor. Alegando ameaças, ele disse que não vai permanecer no clube para preservar sua família.

Paulão, como é conhecido, disse que recebeu um envelope com ameaças, o que foi fundamental para sua decisão de deixar o Paraná.

Na noite de terça-feira, após derrota da equipe para o Salgueiro, por 2 a 1 , em Pernambuco, Paulão não poupou críticas ao time.

“Espero que o novo treinador tenha assinado o contrato, porque se viu o jogo de hoje ele não assume”, afirmou, em referência ao técnico Guilherme Macuglia , que será apresentado nesta quinta-feira.

O dirigente destacou a falta de compromisso dos atletas em campo que segundo ele, estariam andando em campo. “Eu quase chorei de vergonha. É muito triste ver um time jogando desse jeito. Se a camisa está pesando para alguns jogadores, eles têm de pedir para ir embora. Podemos jogar com os juniores, mas com jogador andando em campo é inadmissível”, afirmou Silva.

Paulão deve se reunir com a cúpula paranista e oficializar sua decisão, que ele garante ser irreversível.