Tamanho do texto

Jack Warner comanda a Concacaf, que fornecerá três votos que podem ser decisivos na escolha da sede do Mundial de 2018

O vice-presidente da Fifa e presidente da Concacaf (Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe), Jack Warner, afirmou nesta quinta-feira que o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, ligou para ele e o convidou para almoçar e impulsionar a candidatura da Inglaterra para sediar a Copa de 2018.

A Concacaf fornecerá três votos que podem ser decisivos na escolha da sede do Mundial de 2018, que será realizada em Zurique no dia 2 de dezembro.

A imprensa britânica recolheu nesta quinta-feira algumas declarações de Warner ao jornal "Newsday", de Trinidad e Tobago: "Cameron me chamou para pedir meu apoio à candidatura da Inglaterra e para almoçar com ele na semana que vem, na quinta-feira".

Warner revelou que ainda não decidiu seu voto, mas parece descartar as candidaturas conjuntas de Espanha e Portugal e de Holanda e Bélgica.

"Se Cameron puder superar a candidatura russa, que na minha opinião está ganhando força, não terá problemas. Não acho que tenha que se preocupar demais com os outros países", finalizou Warner.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.