Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vice-presidente da Fifa defende banimento de Tevez do futebol

Recusa do argentino a entrar em campo contra o Bayern é motivo para expulsão do esporte, segundo Jim Boyce

Gazeta |

Se dependesse do vice-presidente da Fifa, Jim Boyce, a punição de Carlos Tevez por ter se recusado a entrar em campo contra o Bayern de Munique na última terça-feira seria maior que as duas semanas de suspensão impostas pelo Manchester City . O ex-presidente da Associação de Futebol da Irlanda do Norte apoia banir o argentino do futebol.

LEIA TAMBÉM: Manchester City suspende Tevez por duas semanas

Após a derrota por 2 a 0 pela segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, o técnico Roberto Mancini afirmou que Tevez não joga mais com ele. O jogador negou que tenha se recusado a entrar em campo e garantiu que estava pronto para jogar.

"Acho que o que aconteceu foi desprezível. Eu acho que a Fifa deveria ter o poder de banir o jogador do futebol. Se o Manchester City provar, escrever à Fifa com as exatas circunstâncias, eu não teria nenhum problema com isso. Se esse jogador fez o que estão acusando, e o Manchester City liberá-lo, eu não acho que seja correto ele sair e ganhar uma grande quantia de dinheiro em outro lugar semana que vem", explicou o dirigente.

Após reclamar diversas vezes do estilo de vida da cidade de Manchester, Tevez entregou um pedido de transferência por escrito à diretoria. Ele esteve próximo de voltar ao Corinthians , mas a negociação não foi concretizada antes do fechamento da janela de transferência para jogadores internacionais no Brasil. O interesse da Inter de Milão também não avançou.

"Se ele fez o que disseram, acho que o clube estaria melhor sem ele. As pessoas dos clubes e da Fifa têm que considerar que, se Carlos Tevez faz isso, o que impede outros de fazerem o mesmo semana que vem, ou na outra?", encerrou.

Tevez foi artilheiro do Campeonato Inglês e capitão do time na temporada passada, mas perdeu a confiança de Mancini. Retornando de férias depois do resto do elenco , por causa da Copa América, ele perdeu espaço para o bósnio Edin Dzeko e o compatriota Sergio Aguero .

Leia tudo sobre: futebol mundialinglaterramanchester citytevez

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG