Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vice do Atlético-GO faz comentário racista sobre bandeirinha

Em críticas à arbitragem no clássico, dirigente afirma, "esse Branquinho deve ser um pre..uma outra cor"

Gazeta Esportiva |

No último domingo, o Vila Nova venceu o Atlético-GO por 1 a 0 e quebrou um tabu de oito anos sem triunfar sobre o rival. Irritado, o vice-presidente Maurício Sampaio disparou contra a arbitragem, a Federação Goiana e os jogadores. O alvo de mais críticas foi o bandeirinha Wellington Branquinho. Ele considerou justa a expulsão do ala direita Adriano, mas reclamou de um pênalti não marcado em cima de Juninho.

"Esse Branquinho deve ser um pre..uma outra cor. Não vou dizer porque até eu sou moreno. É um árbitro que sempre apita mal, ele está a mando de seu André Pitta (presidente da Federação Goiana de Futebol)", disparou em entrevista à Rádio 730.

O time e o treinador René Simões também não foram poupados. De acordo com Sampaio, os jogadores do Atlético-GO jogaram sem garra, entraram com salto alto na partida e não reconheceram o adversário. Além disso, ele reclamou do excesso de saídas à noite.

"Talvez o René acredite esse time não é noturno. É um time noturno sim. Gosta de festa, de uma boa cerveja, como eu também gosto, mas não podem fazer o que fizeram aqui. É melhor não entrarem em campo. Os nossos volantes, que nós sabemos que gostam da noite, marcaram à distância o tempo todo", reclamou.

"Estou dizendo aqui como torcedor: não venho mais a campo para assistir a uma palhaçada dessas", finalizou.

Leia tudo sobre: campeonato goiano 2011atletico-go

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG