Complicou um pouco, mas acreditamos que há chances. Não fazemos um cálculo, mas projeções jogo a jogo, sem avaliarmos um percentual necessário de pontuação, disse Alberto Guerra

Na segunda-feira passada, após o empate no Gre-Nal, o vice de futebol do Grêmio revelou acreditar que o campeão da Sul-americana deveria ser mesmo um clube brasileiro, o que tiraria uma vaga à Libertadores do próximo ano via Brasileirão.

Neste período, o São Paulo perdeu terreno para o Corinthians, terceiro colocado do campeonato nacional. Porém, mesmo com a distância de sete pontos para o G-3, Alberto Guerra não desanima.

"Complicou um pouco, mas acreditamos que há chances. Não fazemos um cálculo, mas projeções jogo a jogo, sem avaliarmos um percentual necessário de pontuação. Se ganharmos do Goiás, pode ser que as chances aumentem, dependendo dos outros resultados", avaliou o dirigente à Rádio Gaúcha.

Poucas rodadas do Brasileirão foram tão prejudiciais às pretensões gremistas quanto a que se encerrou neste fim de semana. Além de perder por 2 a 0 para o Fluminense, o time viu todos os seus rivais diretos subirem na tabela. A distância para o Botafogo, último clube que comporia o G-4, subiu para quatro pontos.

Para a partida com o Goiás, na próxima quarta-feira, o Grêmio não deverá ter Vilson, que sente dores na coxa. O técnico Renato Gaúcho, no entanto, recebe de volta os volantes Adilson, recuperado de lesão, e Fábio Rochemback, que retorna de suspensão após a expulsão no clássico contra o Internacional. Capitão da equipe, Rochemback projeta uma partida difícil no Serra Dourada, mas salienta a necessidade de vitória: "temos que tentar a vitória. É preciso ter paciência neste reta final, mas enquanto a gente tiver chances de chegar no nosso objetivo, vamos lutar até o fim", garante.

A delegação está concentrada no Rio de Janeiro desde terça passada. Depois de receberem folga para votar, os jogadores se reapresentam nas Laranjeiras para realizar um último treino antes da viagem a Goiânia. Renato deve encaminhar o time com Victor; Gabriel, Paulão, Rafael Marques e Fábio Santos; Fábio Rochemback, Adilson, Lúcio e Douglas; Jonas e André Lima.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.