Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Vice de futebol do Botafogo acredita em 2011 ainda mais vitorioso

André Silva destacou bom ano de 2010 e comentou a chegada de reforços e novos modelos de contratos

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

A evolução do Botafogo em 2010 é vista como expressiva pelos dirigentes do clube. De quase rebaixado em 2009, no campeonato brasileiro, a equipe foi campeã carioca e fez boa campanha no torneio nacional nesta temporada. Para o vice de futebol do Botafogo, André Silva, os reforços devem deixar a equipe carioca ainda mais forte em 2011.

"Estou bastante otimista. Algumas negociações que fazemos parecem lentas, mas é porque são feitas com muito cuidado e respeito aos princípios do clube. Já sabemos quem queremos e estamos trabalhando para trazer. O time será mais competitivo e será candidato a brigar por todos os títulos que disputar. Se vamos conseguir vencer, não sei, mas vamos lutar por tudo até o fim", disse o dirigente.

Para André Silva, o ano foi positivo, mas os problemas de contusão atrapalharam planos maiores no Brasileirão. A equipe figurou entre os três melhores em parte do campeonato e lutou por uma vaga na Copa Libertadores até o fim, perdendo na última partida, contra o Grêmio.

"O ano pode ser considerado bom. Em relação a 2009, houve uma evolução grande. Estávamos com um gosto ruim de perder três finais seguidas para o Flamengo e mudamos isso com uma conquista inédita, um Campeonato Carioca no qual fomos amplamente superiores e ganhamos os dois turnos. No Campeonato Brasileiro, fizemos um bom papel, mas é lógico que nossas pretensões eram maiores. Com tantos problemas de contusão, o Joel teve de trabalhar muito para manter o time na briga até o fim, jogando até com oito reservas. Gostamos da temporada, mas temos que pensar em fazer a próxima ser melhor", declarou Silva ao site oficial do clube.

Uma mudança na forma dos contratos dos jogadores também foi explicada pelo dirigente. Agora o clube optará por contratos mais longos, como de Lucas e João Filipe, que chegaram do Figueirense e assinaram por cinco anos. A medida visa perder atletas que estão perto do final do contrato e diminuir o número de atletas emprestados.

"Em uma conversa com o Anderson Barros, definimos que não podíamos passar por essa situação de perder jogadores facilmente de novo. Era preciso ter contratos mais longos e jogadores vinculados ao Botafogo, não apenas emprestados. Algumas situações ainda acontecem por não estarmos tão bem financeiramente, mas hoje temos condições de vincular jogadores ao clube por períodos mais longos. Prova disso é que renovamos contrato com Herrera, Somália e Jefferson este ano. A ideia é ter sempre uma boa base para o ano seguinte. vamos trazer peças para se encaixarem a este grupo e, se Deus quiser, terem uma boa performance", disse Silva.

Leia tudo sobre: FutebolBotafogoCampeonato Carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG